A Anheuser-Busch InBev (AB Inbev) informou ontem que prevê para 2015 um crescimento de um dígito, com um aumento da receita por hectolitro em linha com a inflação, como resultado de iniciativas para melhorar a receita e o mix de produtos. A companhia também anunciou um programa de recompra de ações no total de US$ 1 bilhão no ano, que deve contribuir para uma distribuição forte de dividendos aos acionistas.

Além disso, a AB Inbev informou que avalia realizar aquisições de marcas com potencial de grande expansão. Analistas da consultoria britânica Sanford Bernstein ponderaram que a recompra de ações pode ser um indício de que a AB InBev vai reforçar o caixa para fazer uma oferta por ativos da rival SABMiller neste ano. Carlos Brito, executivo-chefe (CEO) da AB InBev, disse em teleconferência que o grupo mira aquisições como as realizadas em 2014 – das cervejarias artesanais Elysian Brewing, 10 Barrel Brewing Co. e Blue Point Brewing Co., nos EUA.

“O que a companhia quer é ter um portfólio de bebidas para os consumidores em todas as ocasiões de consumo”, disse Brito. Ele também estima melhora na receita, principalmente com aumento nas vendas de marcas de maior valor agregado. Em 2014, o lucro da AB InBev caiu 36%, para US$ 9,22 bilhões, com redução do valor justo do investimento feito no Grupo Modelo. A receita líquida cresceu 8,9%, para US$ 47,06 bilhões. Os investimentos somaram US$ 4,12 bilhões, alta de 14,1%.

Fonte: Valor Econômico