Avaliação de Máquinas e Equipamentos: evite pagar a mais em seguros com valores superestimados.

Entre as diversas finalidades em fazer a avaliação de máquinas e equipamentos anualmente, destacamos a avaliação patrimonial para fins de seguro. Empresas que não têm o controle de seu patrimônio e não realiza com periodicidade avaliações de seus ativos, muito provavelmente estão perdendo dinheiro e pagando prêmios maiores, devido a contratação de seguros com valores superestimados em máquinas e equipamentos. Dependendo do tipo de operação e porte da empresa, o prejuízo pode ser relevante e impactar no caixa da empresa.

Avaliar máquinas e equipamentos, em especial maquinários industriais, não é uma tarefa simples e exige amplo conhecimento e experiência por parte do engenheiro de avaliações. A metodologia mais indicada para calcular a vida útil e valor depreciado foi desenvolvida pelo engenheiro Hélio de Caíres, que leva em consideração o regime de trabalho, tipo de manutenção, além da idade operacional e valor de reposição. O método é fundamentado na premissa de que o conceito de vida útil deve ser estabelecido de forma a distinguir a durabilidade de vida econômica, aplicada da seguinte forma:

– Idade do equipamento (t): pode ser a idade real ou a idade aparente atribuída pelo engenheiro avaliador;

– Coeficiente de Manutenção (µ): seu valor é pontuado de acordo com a qualidade das manutenções praticadas, conforme tabela abaixo:

Manutenções de Rotina Previstas

Inexistente0
Sofrível5
Normal10
Rigorosa15
Perfeita20

– Coeficiente de trabalho (τ): leva em consideração as condições de carga de trabalho do equipamento, pontuado conforme a tabela abaixo:

Fator de Trabalho

Nulo0
Leve5
Normal10
Pesado15
Extremo20

– Vida útil normal (T): referente a vida útil do bem;

– Aceleração e Frenagem φ (µ,τ): calculada conforme a seguir em função dos coeficientes µ e τ:

Equação avaliação Máquinas e Equipamentos

– Valor do novo (Vo): pesquisa de mercado de um bem novo (igual ou similar);

– Função da depreciação (Dx): definida pela equação abaixo:

Equação avaliação máquinas e equipamentos

Dx = 1,347961431 .

1 + 0,347961431 e 3,579760093 ∅ (µ,τ) t/x

– Valor avaliado pelo método Hélio de Caires (Vx): definido pelo método conforme equação:

Vx = [(1 – r)* Dx + r] * Vo, sendo que r = Valor residual.

Se você ainda não faz o Controle Patrimonial da sua empresa, podemos te ajudar! A Gestão dos Ativos Imobilizados traz diversos benefícios para as empresas, não somente com fins de seguro, como exposto neste post. Acesse o nosso e-Book sobre Gestão do Ativo Imobilizado e aprenda como atender às exigências da Lei (Fisco) e do Comitê de Pronunciamentos Contábeis (CPC) e conheça outros benefícios em fazer o Controle Patrimonial.

Quer saber mais sobre o assunto? Entre em contato conosco, será um prazer auxiliá-lo e compartilhar mais conhecimento sobre o tema.

 

 Solicite um orçamento para avaliar máquinas e equipamentos!

 

Conteúdos relacionados:

– e-Book – Gestão do Ativo Imobilizado:  Conheça as etapas da Gestão do Ativo Imobilizado e 12 razões para a sua empresa fazer o Controle Patrimonial.

– Conheça as etapas da gestão do ativo imobilizado e a importância da gestão patrimonial.

– Conheça os impactos da baixa contábil no Teste de Impairment.

– Teste de Impairment: conceito, regras e metodologias.