Burger King

Operações de peso ganharam destaque no mercado de capitais e Fusões e Aquisições.  Acompanhe alguns destaques da semana selecionados pela nossa equipe:

Burger King / Capital Group
A filial do Burger King no Brasil fechou o recebimento de um aporte de mais de R$ 450 milhões do fundo de private equity Capital Group. Com a negociação, o fundo passou a ter 31% da rede de fastfood no país. Com esse dinheiro, o Burger King praticamente liquida suas dívidas e reforça seus investimentos para os próximos anos. Do total, R$ 350 milhões serão aplicados na rede e R$ 100 milhões foram pagos por 15% das ações da Vinci Partners, maior acionista do Burger King. Com o acordo, os fundos Vinci e Temasek e a matriz do Burger King tiveram a sua participação diluída, sendo que a Vinci passou de 62% para 38%, o Temasek passou de 20% para 15% e a Restaurant Brands International, controladora da rede no exterior, ficou com cerca de 16%. O fundo Capital Group estava entre os três investidores na fase final das negociações, entre um total de oito fundos de private equity interessados. O Burger King apresentou um crescimento de 44% em vendas líquidas em 2015, consequência das novas lojas e pela base de comparação ainda baixa.

Walmart / Jet.com
Para aumentar a concorrência com a gigante Amazon, o Walmart anunciou a aquisição da startup de comércio eletrônico Jet.com. A operação foi de US$ 3 bilhões em dinheiro e mais US$ 300 milhões em ações. De acordo com Doug McMillon, CEO do Walmart, a empresa precisa expandir o número de produtos vendidos e de parceiros da plataforma para acelerar as vendas online. Com a aquisição, o Walmart pretende diminuir preços, ampliar o sortimento e oferecer aos usuários uma experiência de compra mais simples e fácil. O Walmart faturou no ano passado US$ 14 bilhões com vendas online, enquanto a Amazon alcançou um faturamento de US$ 107 bilhões, incluindo o serviço de nuvem. A compra da Jet.com, um dos comércios eletrônicos que mais cresce, pode contribuir para que a empresa cresça nessa disputa. As duas empresas, Walmart e Jet.com, continuarão atuando com marcas distintas. A estratégia do Walmart é continuar mantendo preços baixos, enquanto a Jet.com busca atrair consumidores jovens, com produtos e experiências de acordo com o perfil desse público.

Randstad / Monster
A holandesa Randstad, empresa de recursos humanos e recrutamento, anunciou a aquisição da Monster, um site de empregos. O valor da operação foi de US$ 429 milhões. A Monster é um dos maiores sites do mundo e está entre os 50 mais acessados. Em junho deste ano, a Monster comprou o Jobr, um aplicativo semelhante ao Tinder para busca de empregos. De acordo com a empresa de recursos humanos, a aquisição está alinhada a estratégia da empresa em desenvolver inovadores recursos para candidatos e empregadores, aproximando a oferta e a procura. As empresas vão atuar com as marcas distintas.

Acompanhe nossos posts, além dos destaques semanais publicados sempre às quintas-feiras, no final do dia, produzimos conteúdos exclusivos no nosso blog sobre o mercado de capitais.

Se tiver dúvidas, entre em contato conosco. Será um prazer!