Mercado de investimentos no Brasil

, transações importantes marcaram a semana no mercado de capitais e fusões e aquisições. Acompanhe os destaques da semana selecionados pela nossa equipe:   Permira / Mutant A gestora europeia de fundos de Private Equity, Permira, que tem € 25 bilhões sob sua gestão, faz o primeiro aporte no mercado brasileiro, na Mutant, no valor de R$ 500 milhões, somando os recursos usados na compra de participação e o que será aplicado na operação. A política da gestora é comprar o controle de empresas, mas sem participar da gestão dos negócios. A Mutant é uma empresa de software e serviços para call centers, criada a partir da divisão da operação brasileira da americana Genesys, a Genesys Prime. Em 2015, teve a receita de R$ 160 milhões, cerca de 50 clientes e 800 funcionários; em 2016 pretende chegar a R$ 200 milhões. A Permira só tinha até agora contato com o Brasil por participações em companhias estrangeiras com atuação no país, como Informatica, Magento e Hugo Boss. De acordo com o Valor, Phil Guinand, da Permira, tem uma visão otimista do Brasil em médio e longo prazo. O foco agora é o crescimento da Mutant, mas ficará observando outras oportunidades no mercado brasileiro. As principais áreas de atuação da Permira são consumo, serviços financeiros, saúde, indústria e tecnologia.   Classy Brands / Florale  As distribuidoras brasileiras de cosmético, Classy Brands e Florale, anunciaram fusão com objetivo de unir os portfólios e reforçar os negócios. A Classy Brands é uma importadora e distribuidora de marcas nacionais e internacionais e a Florale uma tradicional marca de cosméticos. Para a Classy Brands, a expectativa é dobrar o faturamento em três anos, atingindo metas que seriam difíceis de serem alcançadas sem a união das empresas.

AMG Mineração

AMG Mineração, de Minas Gerais, anunciou a aquisição da participação restante de 49,9% da empresa de feldspato, não incorporada, que estava em poder da empresa brasileira Colorminas. A parceira entre as empresas iniciou em 2003 com o objetivo de produzir e comercializar feldspato contido em rejeitos gerados pelas operações da AMG Mineração. O valor da operação não foi divulgado. A aquisição está alinhada à estratégia da AMG de enxugar sua estrutura organizacional e habilitar a AMG Lithium a expandir a produção, que pode chegar a 140 mil ton. Acompanhe nossos posts, além dos destaques semanais publicados sempre às quintas-feiras, no final do dia, produzimos conteúdos exclusivos no nosso blog sobre o mercado de capitais. Se tiver dúvidas, entre em contato conosco. Será um prazer!