Você sabe qual o valor da sua empresa? Para responder essa pergunta, devemos fazer uma avaliação da empresa, que também é chamada de Valuation. Contudo, devemos ter em mente que existem inúmeros métodos de Valuation para calcular o valor de uma empresa e a escolha do método ideal é importantíssima para chegar a um valor mais justo do seu negócio. A decisão de qual metodologia utilizar para fazer um Valuation exige conhecimento estratégico e técnico, além de conhecer bem o setor e as condições na qual a empresa se encontra.

O valor final encontrado pode variar dependendo dos métodos de Valuation que foram utilizados e das premissas usadas no momento da modelagem financeira, como percepção de mercado e percepção do crescimento da empresa nos próximos anos. Esse artigo é um guia completo sobre os métodos de Valuation e explica quando usar cada metodologia e como colocá-las em prática.

Se a sua empresa fatura menos de R$10 milhões anualmente, recomendamos fortemente que leia o artigo sobre avaliação de pequenas empresas

Mas o que significa fazer um Valuation?

Valuation é o termo, em inglês, que dá nome ao processo de avaliação de uma empresa, que permite estimar o valor do negócio em questão, usando modelos quantitativos para analisar a situação financeira e as perspectivas de crescimento do negócio. Faça o download gratuito do nosso conteúdo exclusivo com as 10 razões para fazer um Valuation da sua empresa,

Porque é importante fazer o Valuation da sua empresa?

Saber o valor da sua empresa ou saber avaliar se a proposta oferecida por um possível investidor é compatível com o Valuation da sua empresa é muito importante quando surge o momento e a oportunidade de dar um passo maior no seu negócio, seja atraindo investidores ou analisando uma proposta de compra/venda da empresa.

Ao entender como funciona o Valuation de uma empresa, seja você investidor, comprador ou empresário, você também irá entender melhor como está configurado aquele negócio, auxiliando na tomada de decisões estratégicas. Isso porque, durante a construção de um laudo de Valuation, é necessário fazer uma análise financeira completa da empresa e de seu setor, o que possibilita levantar as falhas, entender o comportamento da empresa frente seus concorrentes, analisar diferentes cenários e o risco do investimento e pode, além disso, evidenciar uma necessidade de capital que pode ajudar durante a tomada de decisões de um gestor.

colecao-dos-icones-do-negocio_1270-6
Investor e os melhores métodos de valuation para sua empresa

Outro aspecto importante para a realização do Valuation é para alinhar as suas expectativas de valor ao que realmente vale a sua empresa. É muito comum que o dono de uma empresa tenha em mente um valor equivocado porque possui um vínculo emocional com a sua empresa, com todo o tempo que despendeu para chegar até aquele momento e todo o trabalho que teve. Por esse motivo, é muito importante que o dono saiba o real valor de seu negócio para não perder boas oportunidades por desconhecimento e, para isso, ele precisa saber qual o melhor dentre os métodos de Valuation a serem usados para o seu setor e empresa.

Entre as diversas técnicas de Valuation, escolhemos os três métodos de Valuation mais utilizados pela nossa equipe para avaliar uma empresa. Entenda a seguir quando escolher cada um dos métodos, suas vantagens e desvantagens e os critérios utilizados para chegar ao preço justo do negócio.

Fluxo de Caixa Descontado (FCD)

Valuation_Métodos
A Investor te ajuda a encontrar o melhor método de valuation para sua empresa

A avaliação pelo FCD é capaz de trazer a valor presente a capacidade da empresa de gerar riquezas no futuro mediante uma taxa de desconto denominada WACC (Weigthed Average Cost of Capital) que representa o custo de capital da empresa. Ou seja, no método do Fluxo de Caixa Descontado, o valuation é feito levando em consideração os investimentos feitos em seus ativos operacionais, o seu custo de capital e os riscos do empreendimento.

Geralmente essa projeção é analisada pelos próximos 5 anos, podendo ser projetada por mais tempo, variando de acordo com o nível de previsibilidade da receita, ou seja, a solidez dos seus resultados históricos. Diante disso, podemos perceber que esse método não deve ser usado para o Valuation de Startups, uma vez que esse tipo de empresa não apresenta dados históricos para criar uma projeção confiável (principalmente se tratando de receita). Outro fator que impede que esse método seja usado para avaliar Startups é que, como essas empresas crescem de forma exponencial até atingirem a maturidade, projetar a capacidade de gerar riquezas dessa empresa, mantendo a taxa de crescimento do seu período inicial, pode ser irreal. Para saber mais sobre o Valuation de Startups, leia o nosso conteúdo exclusivo sobre o assunto clicando aqui.

As 4 Etapas do cálculo do Valuation pelo método do Fluxo de Caixa Descontado:

  •  Calcular o fluxo de caixa, ou seja, a entrada e saída de dinheiro da empresa em um determinado período (5 anos ou mais);
  • Determinar a taxa de desconto de acordo com o custo de oportunidade do investidor em realizar investimentos em outros ativos, o custo de possíveis financiamentos bancários e os riscos inerentes à atividade da empresa, que são calculados com base nos números do setor de atuação da empresa em questão.
  •  Calcular o valor presente de todos os fluxos, utilizando modelos matemáticos, como regressão linear.
  •  É calculado um valor residual, que é uma estimativa do valor que seria gerado no futuro após a janela de tempo abrangida pela projeção. Esse valor considera os riscos da empresa e os potenciais de crescimento e deve ser trazido a valor presente pelo custo de capital (WACC), assim como já foi feito com os demais fluxos de caixa.

Mas na prática, como são feitos esses cálculos?

Métodos de Valuation-fórmulas

Legenda:

CFi = Fluxo de Caixa gerado no período i, estimado dos períodos 1 a T

Kc = Taxa de Desconto (WACC)

g = taxa de crescimento no longo prazo

EV = Enterprise Value ou Valor da Empresa

TV = Valor Terminal ou Valor Residual

E agora? Já temos o valor da empresa (Enterprise Value -EV), a última etapa é determinar o valor do Equity (Equity Value), ou seja, o valor real do negócio.

Vamos usar a seguinte fórmula:

Equity Value = EV (+/–) Saldo das Contas Não Operacionais

Sendo que as Contas Não Operacionais são compostas, majoritariamente, pelo endividamento total da empresa menos o caixa disponível e outros equivalentes de caixa.

Múltiplos de Mercado

Quando seu celular estraga, a primeira coisa que você faz é pesquisar o modelo que você deseja comprar na internet para saber qual a melhor loja ou o melhor e-commerce para efetuar a compra, não é? Ou seja, você faz uma análise comparativa de valores, entre as lojas, sobre um mesmo produto. O método de valuation por Múltiplos de Mercado é, simplificadamente, o mesmo processo.

Métodos de Valuation
Análise dos cálculos em métodos de valuation

Para calcular o valor de uma empresa utilizando a metodologia de Múltiplos de Mercado é necessário fazer uma análise comparativa do desempenho econômico-financeiro de empresas com características similares do mercado (principalmente porte e setor de atuação). Trazendo isso para o exemplo do Celular, é como se você optasse por pesquisar o preço de um modelo X de celular em lojas de varejo de mesmo porte.

Em geral, essa metodologia é usada quando se tem ativos comparáveis muito similares e quando se necessita de uma análise rápida e de fácil interpretação.

É preciso estar atento a dois aspectos ao utilizar a metodologia de Múltiplos:

  1. Os valores devem seguir o mesmo padrão. Sendo assim, para calcular o múltiplo preço/lucro, você precisa encontrar o preço por ação e o lucro por ação e o lucro por ação da empresa que você está usado para comparar. No caso do celular, não faria sentido você comparar um Iphone 7 com um Samsung Galaxy S6 em termos de desempenho e valores pois eles são produtos diferentes.
  2. É importante saber que não existem empresas idênticas, por isso é preciso encontrar empresas com características bem similares, evitando divergências em relação as perspectivas futuras. Retomando novamente ao caso da pesquisa para um novo celular, você não pode comparar um Iphone e um Galaxy, mas pode comparar as empresas Apple e Samsung, uma vez que elas concorrem no mesmo setor e apresentam características ou perspectivas similares.

Como você pode perceber, trata-se de um método simples e fácil de utilizar, sendo muito útil como comparação quando escolhido outros métodos de avaliação. A avaliação por múltiplos talvez seja a que mais apresenta valores próximos ao valor de mercado das empresas similares, no entanto, pode não ser o valor mais próximo ao que realmente vale o negócio, já que o método se limita a comparação de mercado e, se houver descuido por parte do avaliador e ele usar informações não confiáveis ou uma empresa não comparável, o valor final pode acabar sendo muito distorcido.

Tipos mais comuns

Existem vários múltiplos de mercado, os mais conhecidos são: Firm Value/ Ebitda, Valor empresarial/Ebitda, Firm Value/ faturamento e Valor Empresarial/ lucro líquido.

A equação básica de qualquer múltiplo é a divisão entre dois fatores, sendo o valor de mercado, o qual pode ser o preço da ação ou uma transação de uma empresa, pela variável que gerou a relação possível de comparação entre as empresas:

 

Veja os tipos de múltiplos mais comuns:

  1. Múltiplos de lucroPreço por ação (P) dividido pelo Lucro por ação (L).
  2. Múltiplos de valor patrimonialValor de mercado dividido pelo valor do patrimônio líquido da empresa.
  3. Múltiplos de receitaA receita é a primeira linha do resultado, ela é menos influenciada pelas regras contábeis. Enquanto que os múltiplos de lucro e o valor patrimonial têm seus cálculos mais influenciados pelas regras contábeis.
  4. Múltiplos setoriaisRestringem a comparação a empresas do mesmo setor devido a seu alto grau de especificidade.

Ao determinar esse múltiplo, você gera uma faixa de valor que o mercado estaria valorando seus ativos. Cada múltiplo gera uma faixa de valor e cabe ao avaliador determinar qual o melhor múltiplo a ser utilizado em determinado setor para não criar uma análise enviesada. A técnica do método se baseia em saber qual múltiplo financeiro deve ser usado para criar uma análise que se aproxima ao valor real e atrelar essa metodologia com outros métodos, uma vez que ele não leva em conta o risco, a taxa de crescimento da empresa e o potencial de fluxo de caixa.

Valor patrimonial                        

Calcular o preço de uma empresa pela metodologia Valor Patrimonial tem como base a avaliação do patrimônio líquido. Para chegar ao valor patrimonial contábil de um negócio, é preciso somar todos as contas dos seus ativos circulantes (caixa, valores a receber de clientes, despesas antecipadas etc.) e não circulantes (imóveis, máquinas, estoque, equipamentos, veículos etc.) e subtrair as dívidas e outras obrigações presentes em seu passivo circulante e não circulante (obrigações trabalhistas, fornecedores, obrigações tributárias etc.) da empresa.

Quadro comparativo dos Métodos de Valuation

Agora que você já conhece os três métodos de valuation, veja abaixo um quadro com as vantagens e desvantagens de cada uma para ajudar na escolha de qual método se encaixa com o perfil da sua empresa.

Métodos de Valuation-tabela

Baixe aqui a Planilha Modelo de Valuation para calcular o valor da sua empresa.

Ficou alguma dúvida? Compartilhe conosco, será um prazer para nós esclarecer e discutir sobre os métodos de valuation. A Investor conta com um corpo executivo e técnico multidisciplinar e altamente preparado para contribuir com a sua empresa.

Solicite um orçamento para fazer o Valuation da sua empresa!

Conteúdos relacionados à Métodos de Valuation:

– Valuation para pequenas empresas: 8 métodos.

– Já pensou em vender a sua empresa?

– Quanto vale a sua empresa.

– 10 razões para fazer um valuation.

– Conheça os principais fatores na hora de fazer um Valuation de Shopping Center.

– Chegou a hora de vender o seu negócio?

– Valuation para Startups: o que influencia e como pode ser feito.