País foi o segundo que mais recebeu dinheiro estrangeiro em 2011, segundo pesquisa da Ernst & Young Terco.

1 – Estados Unidos


  • Número de projetos: 149
  • Crescimento ante 2010: 43%
  • Valor aplicado: US$ 12,358 bilhões

O ranking está por ordem de número de projetos. No caso dos Estados Unidos, vale ressaltar que o país foi o primeiro também em valor absoluto investido e em empregos gerados no Brasil, com a criação de 35.195 vagas. Segundo a E&Y, parte disso se explica pela proximidade geográfica do país e pela existência de acordos comerciais entre as nações.

2 – Reino Unido

  • Número de projetos: 45
  • Crescimento ante 2010: 125%
  • Valor aplicado: US$ 12,248 bilhões

A região criou 21.040 empregos no Brasil e, segundo a pesquisa, os setores preferidos dos britânicos foram serviços empresariais, transformação industrial, mineração e metais e tecnologia da informação e comunicação.

3 – Espanha 

  • Número de projetos: 37
  • Crescimento ante 2010: 3%
  • Valor aplicado: US$ 4,483 bilhões

No olho do furacão da crise, as empresas espanholas não deixaram de investir no Brasil. Segundo a E&Y, Brasil e Espanha têm fortes laços facilitados por cultura e língua parecidas, o que incentivou as aplicações.

4 – Alemanha

  • Número de projetos: 36
  • Crescimento ante 2010: 9%
  • Valor aplicado: US$ 3,045 bilhões

Como lembra a E&Y em seu relatório, o Brasil tem aumentado o diálogo com a Alemanha e convidou o país para investir em infraestrutura no momento em que se prepara para a Copa de 2014 e Olimpíadas de 2016. Segundo a E&Y, o Brasil também pretende atrair investimento alemão para explorar suas reservas de petróleo em águas profundas. Além disso, a Alemanha estuda a expansão de investimentos nas áreas de defesa e energia.

5 – Japão

  • Número de projetos: 36
  • Crescimento ante 2010: 57%
  • Valor aplicado: US$ 4,954 bilhões

Para a E&Y, por ser um país com alguma escassez de energia, o Japão tem necessidade de recursos naturais e vem para o Brasil. Além disso, a expectativa do Brasil de buscar alta tecnologia cria uma parceria estratégica com o país asiático.

6 – França

  • Número de projetos: 26
  • Crescimento ante 2010: 44%
  • Valor aplicado: US$ 4,899 bilhões

 

7 – Suíça

  • Número de projetos: 19
  • Crescimento ante 2010: 58%
  • Valor aplicado: US$ 330 milhões

 

8 – China

  • Número de projetos: 17
  • Crescimento ante 2010: 70%
  • Valor aplicado: US$ 4,487 bilhões

Embora seja o oitavo que mais investiu em número de projetos, a China é o quinto maior investidor global no país quando o assunto é valor absoluto aplicado. A criação de empregos no país também foi alta em 2011, com 9.049 vagas.

9 – Itália

  • Número de projetos: 15
  • Crescimento ante 2010: 150%
  • Valor aplicado: US$ 1,832 bilhão

 

10 – Canadá

  • Número de projetos: 13
  • Crescimento ante 2010: 18%
  • Valor aplicado: US$ 1,002 bilhão

 

Por: Lilian Sobral

Fonte: Exame