Para o Deutsche Bank, comprar outra rede de fast food, como o Wendy’s ou Starbucks, pode ser a única saída para que o McDonald’s volte a crescer.

Em análise publicada no Twitter na sexta-feira (8), o banco alemão indicou que somente com uma aquisição a empresa conseguiria se livrar do estigma de “junk food” – e venderia mais.

“O paradoxo entre o aumento dos níveis de obesidade e o crescimento da preferência dos consumidores por alimentos saudáveis tem confundido o McDonald’s”, dizia a publicação.

“A associação com as palavras ‘junk food’ pode forçar o McDonald’s a se render. Se as preferências dos consumidores mudaram de vez, adquirir novas marcas pode ser a única opção”, emendava o texto.

Em plano de reestruturação divulgado na semana passada, a rede de fast food indicou que pretende aumentar a fatia de franquias de 80% para 90% do total de lojas.

Isso, na avaliação do Deutsche Bank, pode indicar planos da empresa de liberar o caixa, possivelmente para aquisições.

O banco ainda deu um exemplo prático: caso a companhia usasse dois quintos de seu capital para comprar o Wendy’s, seu lucro por ação poderia aumentar em 4% até 2018, antes de sinergias.

Caso o mesmo negócio fosse fechado com o Starbucks ou o Darden Restaurantes, os ganhos seriam ainda maiores.

Vendas em queda

Mais uma vez, o McDonald’s fechou o mês com queda nas vendas globais. Em abril, a receita da rede caiu 0,6%. Apesar de ruim, o número ainda é melhor do que o recuo de 1,8% esperado para o período.

Para tentar reverter o quadro e ganhar a confiança dos consumidores, a empresa anunciou um plano de reestruturação robusto na semana passada.

Além do aumento das franquias, simplificação da estrutura organizacional, investimento em pagamentos digitais e novas tecnologias e lanches mais saudáveis estão entre as promessas.

Fonte: Exame