A categoria de TI, informática e internet ficou com a maior fatia do ranking desenvolvido pela Deloitte que indica as 250 pequenas e médias empresas (PMEs) que mais crescem no Brasil. O setor representa 28% da lista, ou seja, 67 das 250 empresas apresentadas.

Embora tenha diminuído em relação à pesquisa anterior, quando o número era 70, a participação ficou mais qualificada. São quatro no top 10 (VTEX, Servix, ERP Flex, Cmtech e Ziva), contra apenas duas da edição anterior (Grupo i9 e Teevo).

A receita líquida das 250 empresas listadas no ranking em 2013 soma R$ 36,9 bilhões. As organizações são, majoritariamente, de controle familiar (75%), seguidas pelas de controle pulverizado (17%).

São Paulo é disparado o estado com mais empresas no ranking, com 105, seguido pelo Rio Grande do Sul, com 24, e o Paraná, com 20.

Para configurar no ranking da pesquisa, as empresas deveriam possuir receita líquida entre R$ 3 milhões e R$ 300 milhões em 2013, não fazer parte de um conglomerado empresarial com mais de 50% do seu capital controlado por estrangeiros, não estar vinculada a grupo empresarial com receita líquida igual ou superior a R$ 2 bilhões por ano e estar em fase operacional, no Brasil, há mais de cinco anos.

A lista foi organizada por meio de um questionário disponível no site da Deloitte. O convite para participar do estudo foi enviado por e-mail para aproximadamente 16 mil empresas. Dessas, 464 empresas responderam ao questionário, 393 enviaram as demonstrações financeiras e 333 atenderam a todos os critérios.

A primeira empresa de TI da lista é a VTEX, que ocupa o 3º lugar do ranking. Com receita líquida de R$ 29,2 milhões em 2013, ela alcançou um crescimento de 249,9% em relação aos R$ 3,3 milhões atingidos em 2010. Especializada em soluções para e-commerce, a empresa tem clientes como Walmart, Chili Beans e Paquetá Esportes.

Em 6º está a Servix, integradora de soluções de infra-estrutura de TI sediada em São Paulo. Com faturamento de R$ 128,2 milhões em 2013, a companhia cresceu 341% em dois anos. Em seguida, com um crescimento de 261,3% no mesmo período, vem a ERP Flex, desenvolvedora de ERP cloud que faturou R$ 5,4 milhões em 2013.

A Cmtech é a 9ª colocada, com faturamento de R$ 14,3 milhões em 2013, 228,5% a mais do que faturou em 2011. Com atuação focada no nordeste, a integradora atende clientes como Bunge Alimentos, Banco do Nordeste e o Governo da Paraíba.

Fechando o Top 10 está a paulistana Ziva, desenvolvedora de aplicações de inteligência voltadas ao conceito de smart cities. A empresa faturou R$ 82,2 milhões em 2013, um aumento de 228,5% sobre o que teve em 2011.

11. Intelecta: Cresceu 215% entre 2011 e 2013, quando atingiu receita de R$ 4,5 milhões. Voltada ao desenvolvimento e distribuição de soluções tecnológicas para pequenas e médias empresas, a Intelecta Tecnologia foi criada em 1994 em São Paulo.

15. DClick: Com receita líquida de R$ 92,8 milhões em 2013, ela alcançou um crescimento de 194,4% % em relação aos R$ 9,1 milhões atingidos em 2011. Fundada em 2005, a DClick atua com mobile, UX, BI, outsourcing e desenvolvimento de aplicativos. A empresa já desenvolveu projetos para Petrobras, Embraer, Johnson&Johnson, Porto Seguro e Yahoo.

17. Solutti: Cresceu 191% entre 2011 e 2013, quanto atingiu receita de R$ 8,6 milhões. Atua com certificação digital e tem sede em Goiânia.

20. Geofusion: Cresceu 150% entre 2011 e 2013, quanto atingiu receita de R$ 9,6 milhões. Empresa do segmento de soluções para inteligência de mercado por meio de uso de informações geográficas, foi investida em 2013 pela Intel Capital. Conta com clientes como McDonalds, Boticário e a Coca-Cola FEMS.

21. P3Image: Com um crescimento de receita de 147,9% em dois anos, chegou a R$ 20,2 milhões em 2013. A empresa atua no mercado de gestão de documentos e tem entre seus clientes Dafiti, HSBC, IBM e Avon.

23. Arcon: Especializada em serviços gerenciados de segurança em TI, a carioca Arcon teve receita de R$ 49,5 milhões em 2013, crescendo 143,5% em relação a dois anos antes. Fundada em 1996, a empresa tem na carteira clientes como Makro, Eletrobrás e Usiminas.

24. Acesso Digital: Apresentou 142,2% de crescimento em dois anos. Sua receita em 2013 foi de R$ 26,2 milhões. Criada em 2002, a companhia atua na gestão de documentos. Entre seus clientes estão Bradesco Cartões, Tim, Itaú, Tam e O Boticário.

25. Telsign: Cresceu 138% entre 2011 e 2013, quanto atingiu receita de R$ 16 milhões. A atua na área de software e serviços em telecomunicações “sem fio” e rede fixa.

28. Serttel: Cresceu 128% entre 2011 e 2013, quanto atingiu receita de R$ 98 milhões. Sediada em Recife, opera o sistema de aluguel de biciletas de cidades como Rio de Janeiro, São Paulo e Porto Alegre.

32. Jiva: Cresceu 109% entre 2011 e 2013, quanto atingiu receita de R$ 4,4 milhões. Sediada em Uberlândia, Minas Gerais, a empresa tem um ERP para focado principalmente em pequenas companhias do segmento do varejo e atacado/distribuição . Possuiu 26 franquias em 18 estados.

48. Sirtec: Cresceu 92% entre 2011 e 2013, quanto atingiu receita de R$ 73 milhões. Empresa de São Borja trabalha com sistemas elétricos. Faz parte da rede Endeavor.

50. Grupo i9: Cresceu 90,5% entre 2011 e 2013, alcançando receita líquida de R$ 26,4 milhões. A i9 é uma holding especializada em plataforma Microsoft com matriz em São Paulo e filiais em Curitiba e Rio de Janeiro

56. Exceda: Aumentou em 87,1% sua receita, passando de R$ 33,7 milhões para R$ 63,7 milhões em dois anos. Sua atuação é no segmento de aceleração de aplicativos, segurança e streaming. A empresa já desenvolveu projetos para Carrefour, Embraer, Rede Globo e Cielo.

65. Totvs Espírito Santo: O crescimento de 81,1% em dois anos fez a empresa passar de R$ 10,2 milhões para R$ 18,5 milhões. Tem entre seus clientes o Grupo Itapemirim e o Grupo Educacional Multivix.

74. Tecnoset: Aumentou em 72% sua receita em dois anos, alcançando R$ 105,9,3 milhões em 2013. Atua nas áreas de BPO, impressão e segurança.

77. Dbios: Cresceu 71% entre 2011 e 2013, quanto atingiu receita de R$ 3 milhões. Sediada em São Paulo, empresa oferece gestão e guarda de dados, suporte técnico e alocação de profissionais.

84. Pitang: Cresceu 68% entre 2011 e 2013, quanto atingiu receita de R$ 23 milhões. É a Fábrica de Software do C.E.S.A.R, parque tecnológico de Recife. Certificada CMMi3 e MPS.BR Nível C, atende clientes como Itaú, Petrobras e Centauro.

87. Consultores Habiles: Cresceu 67% entre 2011 e 2013, quanto atingiu receita de R$ 7,3 milhões. Baseada no Rio de Janeiro, empresa afirma ser pioneira mundial no desenvolvimento de tecnologias e execução para gestão de dados mestres. Atende Coca Cola, Unilever e Vale.

94. Consinco: com crescimento de 62,5% na receita em dois anos, a empresa passou de R$ 18,3 milhões para R$ 29,8 milhões. A provedora nacional de ERPs para varejistas, atacadistas e distribuidoras tem uma carteira de clientes com mais de 150 grupos empresariais, um total de 1,3 mil estabelecimentos e cerca de 22 mil usuários.

95. Dualtec: cresceu 61,8% e alcançou receita de R$ 17,7 milhões em 2013. A empresa possui foco em cloud computing para missão crítica e alto volume, serviços cloud pré-configurados e hosting. Entre seus clientes estão McDonald’s, Jequiti e Heineken.

98. CAS Tecnologia: teve receita de R$ 39,3 milhões em 2013, uma alta de 61,1% frente a 2011. A empresa desenvolve projetos de fabricação e integração de equipamentos e sistemas. Já desenvolveu trabalhos para AES, Banrisul, CEEE e GVT.

99. Delta Easy: apresentou aumento de 60,2% em sua receita, alcançando R$ 9,5 milhões em 2013. A empresa oferece serviços e soluções tecnológicas para a gestão pública.

100. Linx: cresceu 60,1% entre os anos avaliados e alcançou receita de R$ 295,4 milhões em 2013. No mercado há quase 30 anos, a Linx fornece soluções em software de gestão (ERP e POS). Entre seus clientes estão: Arno, Bob’s, GM e Nike.

103. Acura Global: com um crescimento de 58,3% de 2011 a 2013, ano em que faturou R$ 13,1 milhões, a Acura é especializada em soluções de controle e identificação via rádiofrequência (RFID). A companhia tem sede em São Bernardo do Campo.

104. Vagas Tecnologia: teve alta de 58% na receita, chegando a R$ 26,6 milhões em 2013. Atuando com soluções para e-recruitment, a empresa tem 160 colaboradores e foi fundada em 1999.

106. I4Pro Informática: Cresceu 57% entre 2011 e 2013, quanto atingiu receita de R$ 15,4  milhões. Sediada em São Paulo, empresa é especializada em ERP para o mercado de seguros, resseguros, previdência e capitalização.

109. Deal Technologies: aumentou em 92,1% sua receita em dois anos e atingiu R$ 34,7 milhões em 2012. Fundada em 2004, a Deal é especializada em consultoria e integração de sistemas.

116. Dedalus: aumentou em 50,6% sua receita em dois anos. A companhia passou de R$ 15,3 milhões em 2011 para R$ 23,1 em 2013. Sua atuação é em cloud computing e entre seus clientes estão Pão de Açúcar, Leroy Merlin e Avianca.

117. Pelissari: Cresceu 50,5% entre 2011 e 2013, quanto atingiu receita de R$ 51 milhões. Parceira da SAP sediada em Curitiba, atende clientes na região Sul do país como Randon, Embraco e Renault.

119. Senior Sistemas: a blumenauense Senior fechou 2013 com um faturamento de R$ 132,8 milhões, crescendo 49,9% em relação à 2011, quando faturou R$ 88,5 milhões. A empresa é referência no desenvolvimento de sistemas para gestão, com cerca de 10 mil clientes no país.

123. Datainfo: consultoria de outsourcing em TI, a Datainfo tem sede em Blumenau e tem clientes como Weg, Tigre, Hering e Seara. Fundada em 2002, a companhia faturou em 2013 R$ 8,9 milhões, um crescimento de 47,3% sobre 2011.

125. Digisystem: Cresceu 46% entre 2011 e 2013, quanto atingiu receita de R$ 48  milhões. Empresa de desenvolvimento de software paulista com produto especializado em CRM para educação.

127. Alcon: Cresceu 45% entre 2011 e 2013, quanto atingiu receita de R$ 46 milhões. Especializada em radiocomunicação e sediada em São Paulo, a Alcon atende clientes como Gerdau e Prefeitura de Vitória.

128. ISH Tecnologia: aumentou em 45% sua receita. A cifra passou de R$ 42,8 milhões em 2011 para R$ 62,2 milhões em 2013. Sua atuação passa por segurança, infraestrututa, soc/noc e data center. Entre seus clientes estão Banco do Brasil, C&A, Dell e Honda.

129. Eteg: Cresceu 44% entre 2011 e 2013, quanto atingiu receita de R$ 4,8 milhões. Sediada em Belo Horizonte, Desenvolve sistemas sob demanda para a rede Pitágoras, Banco Semear e Governo de Minas.

131. Apdata: crescendo 42,6% nos dois anos do levantamento, a Apdata teve uma receita de R$ 30,2 milhões em 2013. A companhia é especializada em soluções para gestão de RH.

136. CWI Software: Cresceu 41% entre 2011 e 2013, quanto atingiu receita de R$ 59 milhões. Fábrica de software sediada no Tecnosinos, em São Leopoldo, na região metropolitana de Porto Alegre. É CMMI nível 3.

138. Ivia: apresentou aumento de 41,3% na sua receita, que atingiu R$ 21,1 milhões em 2013. Com atuação em software e BI, a empresa tem unidades em Fortaleza, Natal e Recife.

144. Quality Software: fundada em 1989 no Rio de Janeiro, a Quality Software é uma empresa de TI especializada em terceirização de projetos e operação de infraestrutura, com o conceito de one-stop-shop. A empresa cresceu 39,9% no período levantado, com um faturamento de R$ 31,7 milhões em 2013.

147. GSW Software: teve receita de R$ 27,1 milhões em 2013, valor 39,1% maior do que o alcançado em 2011. A empresa é especializada em gerar soluções para o gerenciamento e controle de processos e negócios. Atende a 3M, a Embraer, a Pfizer, entre outras.

149. Selbetti: a joinvilense Selbetti fornece softwares de gestão de documentos, contando com cerca de mil clientes. Com 37 anos de história, a empresa chegou a uma receita de R$ 41,3 milhões em 2013, crescendo 38,9% em relação a dois anos antes.

151. EAC Software: especializada em softwares para o segmento varejista, a EAC tem sede em Belo Horizonte e contabilizou em 2013 uma receita de R$ 6,8 milhões, um incremento de 38,2% desde 2011.

154. Mega Sistemas: desenvolvedora de sistemas de gestão empresarial, a Mega conta com cerca de 2 mil clientes, entre eles Corinthians, ESPN e transportadora Planalto. Com sede em Itu, interior de São Paulo, a empresa faturou R$ 96,3 milhões em 2013, incremento de 37,5% sobre 2010.

163. Veltec: Cresceu 35% entre 2011 e 2013, quanto atingiu receita de R$ 15,3 milhões. Veltec, empresa de Londrina que atua em tecnologias embarcadas para gestão em tempo real da operação de veículos em campo.

174. SML Consultoria: Cresceu 35% entre 2011 e 2013, quanto atingiu receita de R$ 15,3 milhões. Empresa paulista é provedora de soluções em gestão documental e automação de processos (GED/ECM).

175. Senior Solution: a paulista Senior Solution fornece softwares e produtos de tecnologia com foco no setor financeiro, e registrou um crescimento de 32,1% no biênio 2011-2013. O faturamento em 2013 foi de R$ 51,1 milhões.

180. Astrein: Cresceu 31% entre 2011 e 2013, quanto atingiu receita de R$ 11 milhões. Sediada em São Paulo é especializada em soluções e software para gestão de ativos, facilities e centrais de cadastro.

185. Cast Informática: um dos nomes mais fortes do país quando se trata de fornecimento de soluções de TI para o setor público, a Cast contabilizou R$ 202,7 milhões em 2013. O crescimento em relação a 2011 foi de 30,3%. Com sede em São Paulo, a companhia tem clientes como Caixa, Banco do Brasil, Petrobrás e Receita Federal.

187. Icaro Technologies: Cresceu 30% entre 2011 e 2013, quanto atingiu receita de R$ 21 milhões. Com presença em Campinas, São Paulo, Curitiba e Rio de Janeiro, empresa desenvolve e integra soluções de análise e gerência de serviços, redes, sistemas, infraestrutura e segurança. Tem mais de 40 clientes, incluindo Casas Bahia, Tivit e Nextel.

191. Sol Informática: Cresceu 28% entre 2011 e 2013, quanto atingiu receita de R$ 136 milhões. Localizada em Belém do Pará, empresa é especializada na venda de computadores e eletrônicos.

203. Ravel Informática. Cresceu 26% entre 2011 e 2013, quanto atingiu receita de R$ 5,1 milhões. Sediada em Diadema, trabalha com outsourcing de impressão, monitoramento remoto e produtos GFI e AVG.

206. ConquestOne. Cresceu 25% entre 2011 e 2013, quanto atingiu receita de R$ 28 milhões. Com operações em São Paulo e no Rio de Janeiro, é especializada em outsourcing de serviços e produtos de TI

209. Nasajon Sistemas: desenvolvedora de softwares para contabilidade, a carioca Nasajon teve um aumento de 25,1% de 2011 a 2013, ano em que faturou R$ 22 milhões.

212. Proxis: Cresceu 25% entre 2011 e 2013, quanto atingiu receita de R$ 19 milhões. Empresa de contact center sediada em São Paulo atende clientes como Atlas Schindler, AstraZeneca e Abril.

220. Seal Sistemas: Cresceu 21% entre 2011 e 2013, quanto atingiu receita de R$ 22 milhões. Especializada em soluções dedicadas a processos de automação com código de barras, coletores de dados, redes sem fio e RFID, tem sede em São Paulo.

222. SET Sistemas: Cresceu 21% entre 2011 e 2013, quanto atingiu receita de R$ 12 milhões. Sediada em João Pessoa, empresa faz e-commerce de artigos de CFTV, entre outros.

231. Governança Brasil: Cresceu 19% entre 2011 e 2013, quanto atingiu receita de R$ 50 milhões. Sediada em Florianópolis, oferece softwares focados em gestão pública.

232. Cinq Technologies: A paranaense Cinq, especializada em soluções de software, desenvolvimento de aplicativos mobile, outsourcing de TI, faturou R$ 15,2 milhões em 2013, 18,9% a mais do que teve em 2011.

234. LG Lugar de Gente: especializada em soluções de gestão de pessoas, a goianense LG faturou em 2013 R$ 52,1 milhões, subindo 18,4% sobre 2010. A empresa tem como clientes Itaú e EcoRodovias.

238. Smarapd Informática: a receita de R$ 31,7 milhões alcançada em 2013 representou um aumento de 16,4% frente ao índice de 2011. A empresa de software e impressão de documentos foi fundada há mais de 30 anos.

250. Fóton Informática: Empresa com foco em softwares para automação bancária, consultoria e treinamento em TI, a Fóton encerra a lista no posto 250, com um percentual de crescimento de 13,1%. O faturamento em 2013 foi de R$ 21,7 milhões.

Fonte: Baguete