Se você é um investidor antenado, provavelmente já ouviu falar sobre o que é Equity Crowdfunding. Mas, será que conseguiu entender seu conceito e como obter vantagens com a modalidade?

Para saber como funciona o Equity Crowdfunding, a primeira coisa é compreender que se trata de uma modalidade de captação de investimentos que tem crescido mundialmente.

Com o objetivo de auxiliar o investidor, criarmos este artigo. Então vamos lá!

 

O que é Equity Crowdfunding?

A tecnologia vem democratizando as possibilidades de investimento. Isso nos ajuda a responder o que é Equity crowdfunding.

Vamos começar pela definição dos termos. Equity é o termo em inglês que se pode ser entendido como capital. Ao se investir em equity, uma quantia é aplicada a uma empresa em troca de ganhos proporcionais aos dela. 

Já o Crowdfunding é o termo utilizado para a modalidade de financiamento na qual várias pessoas podem levantar dinheiro para uma determinada causa ou  projeto.

Assim, o equity crowdfunding é o investimento coletivo em equity que  possibilita que empresas alcancem  um conjunto amplo de investidores, até então não imaginável. Estes, financiam projetos e empresas em troca de um percentual de participação nelas.

Ou seja, os investidores fornecem seu capital e recebem, em contrapartida, participação societária (equity) ou de títulos conversíveis de dívida. No futuro, podem ser convertidos em participação societária da empresa na qual ele investiu.

Trata-se de um mecanismo de investimento online, utilizado através de plataformas autorizadas pela CVM, em empresas que buscam capital para expandir. Dentre as mais comuns, na busca de financiamento por equity crowdfunding, estão startups e empreendimentos imobiliários

 

Como surgiu o crowdfunding para empresas?

A primeira plataforma com esse objetivo surgiu na Inglaterra em 2009. Como toda inovação, a modalidade acabou por exigir uma nova legislação que trouxesse maior segurança para todo o processo.

Nos Estados Unidos, o Equity Crowdfunding era inicialmente não regulamentado. Foi somente em 2012, após a aprovação da lei JOBS, que tal modalidade foi legalizada. Seu objetivo: permitir que empresas solicitassem investimentos publicamente por meio de plataformas online e, assim, estimular a economia e o empreendedorismo local.

No Brasil, até o ano passado, todo o processo de crowdfunding para empresa era feito e organizado apenas pelas plataformas, sem regulamentação, o que não garantia muita segurança aos investidores.

Em 2017, a CVM editou a Instrução nº 588 para regulamentar o que é Equity Crowdfunding e seus agentes. Com isso, a escala de captação da modalidade começou a crescer e, hoje, representa uma excelente oportunidade de investimento de risco ao investidor brasileiro.

De acordo com levantamento realizado pelo Gazeta do Povo, anunciado no primeiro semestre de 2018, em quatro anos já foram realizadas 80 rodadas de financiamento que captaram R$43,53 milhões entre a regulamentação nova e antiga.

Leia também: Sucesso via equity crowdfunding: BrewDog, a startup de bilhões

 

Acesso ao Ebook de Equity Crowdfunding

 

Quais são os agentes envolvidos no crowdfunding para empresas?

Plataforma

A plataforma eletrônica de investimento participativo é a pessoa jurídica regularmente constituída no Brasil e registrada na CVM.  Ela tem autorização para exercer a atividade de distribuição de ofertas públicas de valores mobiliários de emissores, realizadas  exclusivamente por meio eletrônico, com dispensa de registro conforme ICVM nº 588.

De acordo com a Instrução, a plataforma deve ser registrada na CVM, já as ofertas não.

 

As plataformas de equity crowdfunding devem atender a alguns requisitos:

  • ser pessoa jurídica com capital social integralizado de no mínimo R$100.000,00;
  • dispor de procedimentos e sistemas de tecnologia de informação adequados para identificar os investidores e suas qualificações;
  • registrar a participação dos investidores na oferta;
  • elaborar código de conduta aplicável aos sócios, administradores e funcionários, entre outros.

Certamente, é preciso um agente entre ambas as partes para garantir a segurança e funcionamento da modalidade. Esse é o papel das plataformas de equity crowdfunding, responsáveis pelo procedimento totalmente online.

Entre as pioneiras do mundo, estão a CrowdCube e Indiegogo, ambas estão há alguns anos movimentando milhares de libras no mercado de startups inglesas.

Empresas antenadas e inovadoras,  têm buscado adentrar como agentes da modalidade. É o caso da Investor, que recentemente inaugurou seu braço de investimento coletivo, a Vangardi. Outras recentes plataformas, que igualmente seguem crescendo consideravelmente, são a Urbe.me e a Eqseed, as duas já com grandes captações concluídas.

Em seus objetivos, desde o princípio do processo, percebe-se foco em criar uma experiência ao usuário. A ideia é que possam transformar qualquer um em um investidor de impacto!

Sociedade Empresária

As emissoras, ou seja, empresas em busca do financiamento,  devem ser sociedade empresária devidamente constituída no Brasil com faturamento máximo de até R$10 milhões por ano. Aqui entram os empreendedores e startups.

Ademais, a IVCM nº588 define como limite de captação por ano o valor de R$5.000.000,00, por empresa.

“O crowdfunding de investimento é uma alternativa inovadora para o financiamento de empreendedores.  citou o Presidente da CVM, Leonardo Pereira.

Leia também : Valuation para startups: o que influencia, quais métodos usar e como deve ser feito

Você, investidor

Por fim, temos todos aqueles que acessam a plataforma em busca de oportunidades de investimento. Comumente, os investimentos começam com valores relativamente baixos, em torno de R$ 1.000,00, tornando-os acessíveis a uma vasta gama de investidores. 

Cabe ressaltar que a norma estabelece um limite anual de investimento de R$10.000,00 por investidor, exceto nos casos em que os investidores sejam considerados qualificados de acordo com o regramento específico da CVM.

Também há exceções para investidores anjos que atuem como líderes na captação; ou que tenham renda bruta anual ou investimentos financeiros em valor superior a R$100.000,00 (limite pode ser aumentado em até 10% do maior dentre estes valores).

 

Vantagens do Crowdfunding

Agora que você compreendeu o que é Equity Crowdfunding, que tal conhecer as vantagens da modalidade?

Equity Crowdfunding

Os principais benefícios dessa modalidade de investimento são:

  • Democratização do acesso a investimentos

Investir em oportunidades com retornos acima da média, nem sempre foi acessível para todos.

É comum que as melhores aplicações financeiras tenham algumas barreiras para investidores não qualificados. Esse é o caso de debêntures, por exemplo, que exige alto capital para investimentos iniciais.

No caso de equity crowdfunding, as captações costumam exigir valores iniciais baixos, por volta de mil reais. Essa característica permite que um público mais vasto e até, sem experiência com investimentos, possa iniciar a obter bons rendimentos com suas economias.

Para os empreendedores que necessitam de capital é uma maneira de obter grande quantia de recursos de uma ampla gama de investidores.

  • Acesso a maiores retornos

Possibilidade de retornos expressivos  sobre o investimento em relação ao que é oferecido por outros investimentos tradicionais caso seja bem-sucedido (apesar dos riscos, por exemplo, relacionados ao crescimento das startups e possibilidade de perda de todo o capital investido.

Torna-se mais simples para pessoas adentrarem oportunidades ainda maiores de retornos. Este é o caso dos investimentos convertidas em participação societária.

De forma similar, seriam os investimentos de ações. Entretanto, sabemos como é necessária uma compreensão maior e  certa dedicação para o acompanhamento das aplicações da bolsa. Já as plataformas de  equity crowdfunding tornam as aplicações em empresas simples e de fácil entendimento sobre os acordos entre as partes.

  • Diversificação das carteiras

Muito se fala a respeito da importância de se diversificar sua carteira de investimentos. Para os que buscam reduzir seus riscos, é essencial apostar e aplicar em  modalidades e setores distintos.

O equity crowdfunding traz a oportunidade de se incluírem investimentos em diferentes áreas economia com baixos valores de entrada. Assim, um investidor pode mitigar os riscos, aplicando em distintos projetos.

Há também maior praticidade para investir em diversos projetos já que tudo é feito em plataformas online.

  • Apoiar projetos que movimentam a economia

O dinheiro investido em captações de equity crowdfunding vai diretamente para algum projeto . Ou seja, todos os envolvidos estão aplicando recursos que ajudarão a movimentar a economia real. Dando apoio ao empreendedorismo e à criação de novos negócios.

O investimento coletivo para o setor imobiliário, por exemplo, auxilia as empresas do setor a tocarem seus projetos. Como consequências, mais trabalhadores serão contratados, mais materiais de construção comprados, mais prédios construídos e mais dinheiro entrando na economia.

 

Esperamos que com esse artigo você tenha aprendido muito mais do que apenas o que é Equity Crowdfunding. Entender o funcionamento da modalidade pode ser uma virada na capacidade de empresas crescerem e de investidores ampliarem seus retornos sem muita burocracia ou dificuldade.

Se você está em busca de melhores investimentos, fique sempre atento às novidades e oportunidades da Vangardi

Entre em contato conosco e converse com nossos especialistas!

 

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *