ROI: Retorno Sobre Investimento

  • 11 de setembro, 2018
ROI

O que é ROI?

O ROI (Retorno sobre Investimento) é um parâmetro indispensável para qualquer negócio, empreendimento ou projeto em que há investimento de capital e expectativa de retorno envolvidos. Ele é basicamente a relação entre o retorno e o capital investido em um negócio ou projeto que permite, então, visualizar a viabilidade do rendimento de tal capital. Em outras palavras, o ROI permite calcular quanto dinheiro a empresa irá ganhar ou perder em cada investimento que realiza. Assim é possível verificar se o investimento valerá a pena, mas também acompanhar investimentos já realizados para otimizá-los futuramente. Por isso, é essencial que seja calculado não apenas antes do início de uma operação, mas em toda sua duração.

Uma empresa ao calcular o ROI torna possível avaliar a viabilidade de certos projetos, identificar o prazo do retorno de cada investimento, acompanhar o desempenho, planejar metas, cortar gastos desnecessários, aumentar os lucros, facilitar a tomada de decisões e avaliar como certos investimentos impactam o resultado do projeto ou da empresa. Tal métrica pode ser utilizada para avaliar o negócio como um todo ou em diferentes áreas de uma empresa, desde Operações até o Marketing, como também para diferentes tipos de projetos da mesma.

Como calcular e avaliar o ROI?

Para se calcular o ROI, é adotada a seguinte fórmula:

ROI=[(Receita-Custo)/Custo] x 100

A receita é toda a arrecadação da empresa com as vendas e os custos seriam os gastos necessários investidos pela empresa no projeto.

Para compreender a análise do resultado obtido, vamos pensar no seguinte exemplo: uma empresa recebeu R$100.000,00 de investimento para um novo projeto, mas gastou R$25.000,00 para implementá-lo. O ROI então seria:

ROI=[(100.000-25.000)/25.000) x 100=300%

Assim, a empresa obteve 300% de retorno, em outras palavras, a cada R$1,00 do capital investido, recebeu R$3,00.

Logo o ideal é que o resultado seja positivo e o maior possível, assim o retorno será maior. Caso o resultado seja negativo, significa que a empresa perdeu dinheiro e assim pode avaliar a causa para repará-la. Porém o ROI apenas fornece a direção para procurar informações mais detalhadas do problema, sendo necessárias, então, outras análises e métricas para obter uma conclusão mais precisa.

ROIVantagens do ROI

O ROI é uma métrica simples e fundamental para as empresas, permitindo analisar o retorno de seu capital investido. Além disso, este permite:

• Avaliar se o investimento está gerando o resultado esperado;
• Avaliar como iniciativas impactam o resultado da empresa;
• Planejar metas compatíveis;
• Identificar o prazo de retorno dos investimentos;
• Tomar decisões mais fundamentadas;
• Avaliar a viabilidade de projetos;
• Melhorar os resultados, potencializando, adaptando ou descartando iniciativas;
• Projetar retornos esperados para analisar a viabilidade de uma iniciativa;
• Visualizar como é possível aumentar e melhorar o retorno;
• Identificar projetos que aumentam ou reduzem o lucro.

A identificação de resultados negativos também é de extrema importância, uma vez que leva a empresa a buscar por soluções ou mesmo mudar o planejamento inicial podendo até abandonar uma iniciativa deficitária.

Além disso, o ROI não é utilizado apenas pela empresa, mas também por agentes externos. Potenciais investidores e fundos analisam o ROI antes de investirem o capital em um projeto ou empresa para avaliarem se realmente vale a pena ou não.

Limitações do ROI

Apesar de ser um cálculo simples e que permite gerar diversas informações, é importante lembrar que outras métricas e análises são essenciais, pois fatores externos influenciam no resultado do investimento, logo, o ROI apresenta algumas limitações:

• Não considera a duração do investimento, então um número torna-se pouco significativo para análise, podendo ser bom se analisado à curto prazo, mas ruim para prazos maiores;
• Não considera o aumento ou redução da inflação, então tais flutuações não são consideradas no valor encontrado impedindo saber se o indicador é positivo ou não para a empresa;
• Não leva em conta fatores externos relevantes, como a sazonalidade que promove vendas maiores de certos produtos em períodos específicos e vendas menores em outro período, já que vendas dificilmente são uniformes durante todo o período analisado;
• Seu cálculo pode ser manipulado ou não seguir um padrão único se os números não são bem definidos por quem calcula, por exemplo, dois setores de uma mesma empresa podem calcular com base em valores diferentes e chegar a resultados diferentes, sendo necessário detalhar corretamente a procedência dos dados.

 

Gostou de saber sobre o ROI? Saiba também o valor da sua empresa!

Solicite um orçamento!

 

Conteúdos Relacionados:

O que é a DRE?

Entenda o Ponto de Equilíbrio

10 passos para montar um Fluxo de Caixa