Startups Unicórnio: o que são?

  • 27 de dezembro, 2018
Startups unicórnio

Primeiramente, é necessário compreender o que é startup: grupo de pessoas à procura de um modelo de negócio inovador, repetível e escalável, trabalhando em condições de extrema incerteza e com soluções a serem desenvolvidas. E o que são as startups unicórnio?

No mundo dos negócios, a figura mitológica do unicórnio, representa força e/ou um grande feito. As startups unicórnio então, são aquelas que conseguiram não apenas quebrar paradigmas com um modelo de negócio inovador, mas que também foram avaliadas em valor igual ou superior a 1 bilhão de dólares antes mesmo de abrir seu capital na bolsa de valores. Ou seja, antes de realizar uma IPO (Initial Public Offering) para vender ações, o valuation da empresa resultou em um valor igual ou superior a 1 bilhão de dólares.

Tal termo foi criado em 2013 pela investidora-anjo, Aileen Lee, a partir do artigo Welcome to the Unicorn Club: Learning from Billion-Dollar Startups em que ela compara o sucesso das startups com a figura do unicórnio, já que atingiram algo raro, que impacta o mundo como um todo e que não é tarefa fácil em um ambiente tão dinâmico, complexo e concorrido. Sendo assim, tais startups servem de exemplo de sucesso para demais empresas.

Então, para entender Startups Unicórnio é preciso compreender Valuation.

Porque o Valuation de startups é diferente das demais empresas?

Valuation corresponde ao processo de avaliação de uma empresa que permite estimar seu valor. Uma mesma empresa pode ser avaliada de diferentes maneiras. Nossa equipe utiliza principalmente de 3 metodologias para avaliar empresas:

Para saber mais sobre Valuation de empresas, clique aqui!

Porém, ao avaliar startups, os três métodos apresentam limitações. O método “Fluxo de Caixa Descontado” projeta as receitas futuras e as desconta a uma taxa de desconto denominada WACC que representa o custo de capital da empresa, visando trazer a valor presente a capacidade da empresa em gerar receitas no futuro, o que requer certa previsibilidade. Porém, quando se tratam de startups, pode ser que estas não apresentem um histórico de fluxo de caixa, tornando difícil e incerto projetar o futuro.

O método de Múltiplos de Mercado faz uma análise comparativa do desempenho econômico-financeiro de empresas com características similares do mercado. Porém, como geralmente startups são inovadoras e disruptivas, podem não haver referências no mercado para se fazer a comparação.

Já o Valor Patrimonial baseia-se no patrimônio líquido, somando todas as contas dos ativos circulantes e não circulantes e subtraindo dívidas e obrigações presentes no passivo circulante e não circulante. Mas startups dificilmente tem ativos quantificáveis o que dificulta sua utilização.

Sendo assim, determinar o valor de startups torna-se um pouco mais complexo, dificultando o encontro de um valor exato ou aproximado em todas as metodologias.

Nós da Investor utilizamos, principalmente, 2 métodos para encontrar o valor de startups:

  • Método Venture Capital (ou Método do Capital de Risco): utilizado principalmente por fundos de Venture Capital e consiste em calcular o valor de saída do investimento, ou seja, trata de uma projeção de ganhos quando o fundo fizer o desinvestimento;
  • Método de Avaliação por Scorecard: utiliza-se um valor inicial determinado pela média dos valores de mercado de startups semelhantes em fase de desenvolvimento no local em que ela está inserida. A partir de então, determina-se alguns fatores que o avaliador julga inerentes ao bom desempenho de uma startup naquele perfil, além de um peso para cada um. Com isso definido, o avaliador mensura em cada fator qual seria a pontuação da startup em determinado quesito. Somam-se essas pontuações e multiplica-se pelo valor médio obtido inicialmente para encontrar o valor final.

Para saber mais sobre Valuation de Startups, clique aqui!

O que estas startups unicórnio tem em comum?Startups unicórnio

Primeiramente vamos citar alguns exemplos: Uber, Airbnb, Snapchat, entre outras. Além disso, Facebook, por exemplo, foi uma delas antes de realizar sua IPO. Encontra alguma similaridade?

Analisando as principais startups unicórnio, é possível constatar algumas semelhanças em todas elas:

  • Oferecem um produto ou serviço útil e diferenciado para seus clientes, que facilita suas vidas;
  • Representam soluções superiores às apresentadas anteriormente para problemas do dia-a-dia dos clientes;
  • Fazem uso intensivo de tecnologia, apostando em inovações;
  • Buscam atuar de forma enxuta visando a redução de custos;
  • Possuem empreendedores ambiciosos, focados e determinados por trás da ideia e que enxergam o mercado global.

E no Brasil?

O Brasil já apresenta empresas categorizadas como startups unicórnio. Tal fato foi alcançado em 2018. As primeiras a conquistar tal valor foram:

  • 99 Taxi – companhia do ramo de transportes e primeira startup brasileira que atingiu e anunciou tal feito em janeiro deste ano após ter sido comprada pela Didi Chuxing (empresa chinesa) por 600 milhões de dólares, o que deu ainda mais força à mesma;
  • PagSeguro – empresa de pagamentos que abriu IPO em janeiro deste ano, arrecadou 2,6 bilhões de dólares na Nasdaq (bolsa de Nova York) e muitos a consideram como a segunda startup unicórnio. Porém há quem questione sua classificação já que antes não era uma organização independente e sim um empreendimento do grupo UOL, logo, teoricamente não é uma startup.
  • Nubank – a fintech de soluções financeiras desburocratizadas foi a terceira a ser classificada no Brasil e foi eleita pela revista Fast Company como uma das mais inovadoras empresas da América Latina.

Estas empresas realmente são histórias e trajetórias de sucesso e servem de inspiração e exemplo para muitas outras, principalmente em aspectos como persistência, foco, ambição, resiliência e determinação.

Gostou de saber sobre startups unicórnio? Entre em contato conosco para saber o valor da sua empresa clicando aqui!

 

Conteúdos Relacionados:

Métodos de Valuation: 3 maneiras de calcular o valor da sua empresa.

Valuation para startups: o que influencia, quais métodos usar e como deve ser feito.

10 razões para fazer um valuation.

Quanto vale a sua empresa?

 

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *