Gestor fazendo a análise de mercado para sua empresa

Conhecida por ser um dos elementos mais importantes do plano de negócios, a análise de mercado é imprescindível em um cenário econômico cada vez mais competitivo e instável. Para se sobressair, as empresas precisam conhecer a fundo seu mercado e a necessidade dos seus possíveis clientes.

Sem este tipo de análise, que antecede o planejamento estratégico, abrir um novo negócio ou expandi-lo para outros nichos pode se tornar um processo fadado ao fracasso. Mesmo com ideias inovadoras no mercado, os empreendedores precisam conhecer a fundo o terreno em que estão prestes a pisar para tomar as decisões corretas e assertivas.

Sabendo da importância desse tipo de análise para evitar a falência e garantir seu sucesso, fizemos este artigo com as informações mais importantes que você precisa saber sobre a análise de mercado. Esteja você no início de um negócio ou em um momento de expansão, saiba o que levar em consideração antes de agir!

O que é a análise de mercado?

A análise de mercado nada mais é do que o processo de obtenção de dados e informações relevantes sobre o mercado em que seu negócio ou ideia está inserido. Ela é importante em todos os momentos do negócio: desde o início, para que seu empreendimento saia do papel e se torne viável e durante toda sua existência, para que ele não fique para trás com o passar dos anos.

As ações e decisões da sua empresa precisam sempre ser tomadas tendo em vista as oportunidades e ameaças que impactam diretamente sobre ela, pois somente dessa forma é possível tomar ações vantajosas de maneira estratégica. E, como os mercados estão sempre em constante mudança, a análise deve ser um processo contínuo realizado pela gestão.

Afinal, de nada adianta ter uma ideia de produto ou serviço inovador que não será comprado por ninguém, não é mesmo?

A análise de mercado, portanto, tem o papel de fornecer respostas a perguntas importantes que guiam o futuro do negócio. Com ela, é possível entender quais são as necessidades dos clientes; o que seus concorrentes estão fornecendo; se uma ideia consegue ser bem implantada no mercado; se existe um nicho que necessita de determinado serviço e muito mais; quão atrativo é o mercado para sua empresa.

Mas como fazê-la na sua empresa? Continue lendo!

Análise do macro e micro ambiente

Existem dois tipos complementares de análise de mercado que devem ser feitas pelas empresas. São elas a análise macroeconômica, voltada para uma visão político-econômica de mercado e a microeconômica, voltada para questões internas do setor no qual a empresa se insere.

Macroambiente

Para fazer uma boa análise macroeconômica, a ferramenta Análise PESTAL se mostra como braço direito dos gestores. Sua sigla, que significa Política, Economia, Social, Tecnologia, Ambiental e Legal diz respeito aos fatores macroeconômicos que podem afetar sua empresa. Por exemplo, é importante levar em consideração aspectos como:

  • Fatores políticos (P): políticas governamentais, eleições e tendências políticas, mudanças de governo, políticas de negociação, financiamentos, bolsas, iniciativas, guerra, terrorismo, conflitos, problemas políticos internos, relações entre países, corrupção, entre outros;
  • Fatores econômicos (E): economia local, tributação, inflação, juros, tendências econômicas, problemas sazonais, crescimento da indústria, taxas de importação/exportação, comércio internacional, taxas de câmbio internacionais, taxa de desemprego, situação de dívida externa, entre outros;
  • Fatores sociais (S): taxa de crescimento, mudanças de gerações, tendências de estilo de vida, tabus culturais, atitudes e opiniões dos consumidores, padrão de compra, problemas éticos, faixa etária, classe social, expectativa de vida, entre outros;
  • Fatores tecnológicos (T): tecnologias emergentes, maturidade da tecnologia, legislação tecnológica, pesquisa e inovação, informação e comunicações, desenvolvimento de tecnologia concorrente, problemas de propriedade intelectual, entre outros;
  • Fatores ecológicos (E): regulamentos ambientais, sustentabilidade, gestão de resíduos, poluição, entre outros;
  • Fatores legais (L): legislação em vigor, legislação futura, legislação internacional, órgãos e processos regulatórios, lei trabalhista, direito do consumidor, normas de saúde e segurança, regulamentos fiscais, normas específicas da indústria, entre outros.

Com base no que foi citado acima, os próximos passos da Análise PESTEL são mapear os fatores e classificá-los como oportunidades e ameaças. Tendo este estudo em mãos, é possível criar planos de ação eficazes para lidar com cada uma das situações da melhor maneira possível.

Microambiente

Para fazer uma análise microeconômica da empresa, que leve em consideração aspectos importantes sobre a concorrência, fornecedores e clientes, a ferramenta 5 Forças de Porter é largamente utilizada para auxiliar a equipe. Conheça cada uma delas abaixo:

5 forças de Porter, ferramenta de análise de mercadoAnalisando cada um destes itens, é possível chegar a conclusões específicas que definem onde a empresa se encontra no mercado e como ela poderá traçar seu caminho. Conhecendo a si própria e a seus concorrentes, clientes e fornecedores, a empresa se beneficia com esta ferramenta de análise por saber quais são seus pontos fracos e fortes e de que maneira os explorar.

Leitura recomendada: Saiba como fazer uma boa análise de riscos do seu negócio

Passo a passo para se fazer a análise de mercado

Agora que você já entendeu o que é e qual a importância da análise de mercado para seu negócio, é necessário entender o passo a passo para realizá-la de maneira adequada e eficaz.

O processo consiste em analisar o contexto da área de atuação, seguido por uma pesquisa completa sobre o público alvo e, por último, de um conhecimento da concorrência e dos possíveis fornecedores.

Contexto de atuação

Na análise de mercado, o contexto de atuação é referente aos aspectos externos à empresa propriamente dita, ou seja, que não dizem respeito aos fornecedores, público alvo ou concorrência.

Uma análise do contexto requer o entendimento de diversos fatores, como por exemplo: das normas regulamentadoras; do potencial de mercado; desenvolvimento do setor; contexto econômico; oferta e demanda e a oferta de crédito disponível.

É necessário avaliar todos os aspectos externos relacionados ao setor de atuação que possam interferir de alguma forma em seu negócio.

Público alvo

É impossível que um empreendimento cresça sem consumidores e, para ganhar consumidores, é necessário oferecer algo que eles queiram e necessitem.

Por isso, é preciso conhecer o seu público alvo. Pesquisas demográficas (como as feitas por órgãos governamentais, universidades ou demais instituições); análises comportamentais; hábitos e estilo de vida e avaliação do poder de compra, são ótimos exemplos de como fazer isso.

É necessário, ainda, ir além e buscar saber quais as opiniões dos seus consumidores sobre os produtos similares disponíveis no mercado, quais as motivações e expectativas por trás da compra e quais meios utilizam para adquirir.

Fornecedores e concorrência

O último passo consiste em avaliar como seus concorrentes no segmento se posicionam no mercado. Qual a sua reputação; forma de gestão; situação financeira; pontos positivos e negativos, diferenciais e também quais são as demandas em que falham em atender.

Basicamente, é necessário conhecer todos os aspectos da sua concorrência.

Em relação aos fornecedores, é imprescindível para a sua análise de mercado manter uma lista com todos os que está considerando para a parceria, com pontos positivos e negativos; valores; prazos; qualidade do produto e das matérias primas e, inclusive, da forma com que trabalham.

O que fazer depois de pronta a análise de mercado?Gestores realizando a análise de mercado

Com a análise pronta, é possível aplicá-la ao plano de negócios e a estratégia de marketing de sua empresa. É por meio dela que você irá conhecer todos os aspectos de influência ao seu negócio e poderá definir as melhores formas de agir na criação do seu produto, na prospecção de clientes, no atendimento e também na identidade da sua instituição, por exemplo.

Lembre-se de considerar todos os aspectos importantes ao seu ramo de atuação e de reunir o máximo possível de informações (confiáveis e de qualidade). Poderá ser juntamente interessante criar sua própria pesquisa de mercado e implementá-la no pós-venda ou mesmo de forma a avaliar melhor a concorrência.

Por meio da análise de mercado é possível avaliar os riscos e as oportunidades que o mercado oferece ao seu negócio e produto ou serviço em questão. Posteriormente, também é possível avaliar a performance que este está apresentando.

Também é importante ressaltar que a análise de mercado não é algo único, feita antes de abrir a sua empresa, ou mesmo no começo desta, e esquecida após aplicada ao plano de negócios. Pelo contrário, é necessário que o mercado seja analisado constantemente, principalmente para avaliar a viabilidade de novos projetos.

Os consumidores evoluem, assim como suas demandas e reações a determinado produto ou serviço. Por meio de análises eficazes e constantes, é possível prever essas mudanças, estar à frente no mercado e permitir que sua empresa continue crescendo e permanecendo no longo prazo.

Essa é uma área extremamente ampla e fundamental para qualquer empreendimento. Por isso, não deixe de fazer a análise de mercado em todas as etapas do desenvolvimento do seu negócio e de investir no crescimento deste e na satisfação de seus consumidores.

Restou alguma dúvida? Clique aqui para entrar em contato conosco!

Conteúdos Relacionados:

6 dicas para sua empresa crescer

Análise de riscos do seu negócio

PDCA: metodologia que irá melhorar a sua gestão

 

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *