Business controller: papel e importância do profissional na empresa

business controller homem lendo

Gerir uma empresa não é uma tarefa simples, principalmente em um mercado cada vez mais acirrado e competitivo. Diante disso, ter um profissional responsável pelo direcionamento da empresa parece uma boa ideia para alavancar seus resultados, não é mesmo? É neste cenário que o business controller surge!

A importante função do controller ainda é pouco conhecida no Brasil, mesmo no meio empresarial. Este profissional, que pode ser visto como o braço direito dos acionistas por impulsionar o desenvolvimento da organização, possui diversas atribuições e têm um papel fundamental no sucesso da mesma.

Por ser uma função generalista, ou seja, que atua em diversas áreas com um caráter multidisciplinar, o profissional deve ter formação geral em negócios para atuar amplamente em aspectos primordiais da empresa, como a coordenação, o planejamento, a direção e o controle das atividades.

Neste artigo, iremos abordar aspectos importantes da profissão de Controller, como sua relevância para a organização e o que um profissional precisa desenvolver para se tornar um. Continue lendo para entender tudo que você precisa saber sobre o assunto!

O que é controller?

O controller, também chamado de business controller ou gerente de controladoria, é um profissional com diversas atribuições em uma empresa.

Seu trabalho impacta, principalmente, as áreas de controladoria, de finanças e de planejamento, executando ações que podem ser sentidas em todas as áreas da organização.

Ele é responsável por planejar, controlar, dirigir e analisar atividades de curto a longo prazo. Ele exerce papel essencial em manter a organização “nos trilhos”, seguindo o caminho mais vantajoso de acordo com suas características individuais e seus objetivos globais.

E, para executar este trabalho, o Controller precisa ter grande autonomia e acesso a dados e informações importantes da gestão.

Ele costuma se reportar diretamente ao diretor financeiro — também chamado de CFO —, dependendo do porte da empresa e da sua organização interna. O controller, portanto, trabalha em prol de construir um embasamento por dados e análises que levem a empresa a consolidar sua missão, ajudando a equipe a trabalhar conjuntamente em busca de seus objetivos de maneira estratégica.

Se você é controller e deseja se tornar um CFO, não deixe de ler o artigo que preparamos pra você: transição de controller para CFO.

Para conhecer um pouco mais sobre as responsabilidades, deveres e atribuições de um controller, acesse o link

https://investorcp.com/gestao-empresarial/voce-sabe-a-diferenca-entre-controller-e-contador/

O que é um business controller e qual seu papel?

business controller mulher computador

Em português o cargo de business controller é conhecido como controlador. Um profissional habilitado para coordenar todos os procedimentos da administração patrimonial, econômica e financeira de uma empresa.

Isso acontece dentro e fora da instituição, para que as decisões tomadas possam ser muito bem fundamentadas por meio de dados concretos, reais e objetivos. Desta forma é possível ter uma visão completa do posicionamento de mercado desta organização.

Portanto, o business controller se responsabiliza por todas as ações estratégicas, em especial as relacionadas com os setores financeiro e contábil. Assim consegue promover mudanças e avanços importantes para manter a empresa na vanguarda do mercado.

Para isso, o controller deve coletar, compilar e analisar os dados com maior rigor possível. Seu trabalho resulta em relatórios gerenciais e estudos econômicos que contribuem para a tomada das melhores decisões.

São profissionais que geralmente trabalham no setor de controladoria, exercendo papel de analista ou de gerente de controladoria. O primeiro tem como principal função reunir dados sobre receitas, despesas e custos de todos os setores das empresas.

Ao fim dessa operação prepara as projeções financeiras. No segundo caso ele planeja, controla e coordena todas as atividades de curto, médio e longo prazos. Isso nas áreas de finanças, de planejamento e de controladoria.

Por ser considerado generalista, o business controller consegue atuar de forma multidisciplinar. Mas, para isso, precisa ter formação contábil, entre outras áreas do conhecimento.

Além disso, é necessário dominar outra língua como inglês. Conhecer muito bem as ferramentas de informática como programas de Excel e de sistemas de gestão.

Conheça cinco dicas imperdíveis para melhorar a gestão financeira da sua empresa!

O que faz e qual a importância do business controller para a empresa?

São diversas as funções atribuídas ao gerente de controladoria. Ele é o responsável pelo planejamento estratégico e financeiro de uma empresa.

Suas funções passam pela coordenação, direção e controle de projetos da empresa que envolvam um potencial de risco ou crescimento, garantindo que metas e objetivos sejam atingidos.

Um controller deve auxiliar os gerentes de cada área, levando em consideração as informações que coleta e analisa da empresa e o acompanhamento de fatores externos, como o mercado financeiro, que possam impactar diretamente na empresa. Assim, visa embasar e tornar mais assertivo o processo de tomada de decisões dentro da empresa.

O gerente de controladoria acaba passando por todas as áreas de atuação da empresa, visto que sua função é auxiliar em suas demais atividades. Cabe a ele analisar os dados do que está sendo feito nessa área e, levando em consideração as informações externas, orientar para o melhor caminho a ser tomado.

Outra função de grande importância de um controller é a de monitorar a gestão financeira de uma empresa. Ele trabalha com auditores externos com a finalidade de manter uma maior transparência nas contas.

Ele também garante que a empresa esteja dentro das normas e leis, garantindo pagamentos de impostos de renda e a seguridade de estar dentro das leis estabelecidas para a área em que a organização atua. Além disso, gerencia o orçamento para que este esteja de acordo com o planejado.

Onde atua um business controller?

Com o desenvolvimento sustentável dos negócios, no Brasil a demanda por profissionais business controller vem crescendo, no mesmo ritmo de suas valorizações em termos de remuneração.

Em média, os salários para a função giram em torno de R$ 8.600,00 ao mês. Somente no Estado de São Paulo, mais de 180 vagas surgiram em 2021.

Isso porque a função exige aprimoramento técnico nas áreas administrativas, contábeis, financeiras, planejamento e execução orçamentária. Investir nessa área é uma oportunidade para quem deseja crescer profissionalmente nos setores financeiros ou de contabilidade.

Esse profissional se tornou importante principalmente para as empresas de capital aberto que precisam se adequar ao padrão internacional de relatório financeiro, conhecido como IRFS.

Em geral um controller pode trabalhar em qualquer empresa, nas áreas de planejamento e de controladoria.

Ele será responsável em levantar todas as informações contábeis a fim de elaborar um planejamento estratégico para que o negócio cresça de forma sustentável.

Desta forma fornecerá a base  necessária para que os gestores possam promover investimentos, avanços e até implantar novos processos. Um business controller deve desenvolver ações de curto, médio e de longo prazo.

Por isso deve ter afinidade com números, planilhas, cálculos e projeções. Um business controller colabora para uma gestão de despesas ainda mais eficiente, simples e completa.

Para isso, precisa entender os mecanismos de novos sistemas de gestão como ERP e CRM, fazendo com que possam interagir entre eles, com a transferência de informações digitais e não mais manual.

Principais funções do profissional business controller

business controller reuniao

São funções/objetivos do controller, principalmente:

  • Coletar informações de custos, despesas e receitas de cada área;
  • Utilizá-las para elaborar projeções financeiras e estabelecer orçamentos;
  • Estudar estrategicamente o mercado no qual a empresa se insere, ficando atento a oportunidades, como investimentos;
  • Alimentar softwares ou planilhas financeiras com os dados de suas análises;
  • Controlar o cumprimento das ações estratégicas desenvolvidas para cada área;
  • Elaborar relatórios gerenciais e auxiliar gestores e diretores a tomarem decisões baseadas em fatos, dispensando “achismos”;
  • Identificar falhas e medidas corretivas em projetos e processos da organização;
  • Organizar planejamentos tributários e de auditorias;
  • Analisar informações contábeis e de performance para otimizar lucros e reduzir perdas.

– Consultoria

Atuando diretamente junto ao setor financeiro da empresa, o business controller está habilitado a fornecer uma completa consultoria sobre o negócio.

Por meio de projeções financeiras consegue supervisionar a realização orçamentária, de acordo com as previsões dos gestores e as necessidades de mercado. Se o andamento do negócio for satisfatório esse profissional consegue direcionar melhor o uso dos recursos.

Mas se algum imprevisto acontecer, ele também pode orientar na melhor alocação dos recursos, minimizando possíveis prejuízos. Desta forma o negócio se manterá ativo e com a saúde financeira em dia.

Para tanto, ele deve direcionar a gestão financeira da empresa, se atentando a todas as diretrizes legais. Assim contribui para a segurança financeira da corporação. Atua como uma espécie de defensor dos interesses da empresa.

Portanto é uma função de muita responsabilidade. Exige preparo técnico e equilíbrio para analisar corretamente os dados e apresentar sugestões ou soluções financeiras viáveis e que se enquadrem na realidade da empresa e do mercado onde ela esteja inserida.

– Monitoramento

Monitorar os dados e os processos administrativos, contábeis e financeiros de uma corporação é uma das principais atribuições de um business controller.

Função, que desde 2014, está entre as dez profissões em alta no mercado, de acordo com dados da revista ISTO É Negócios.

Verificar dados sobre a tributação, sua carga e os procedimentos diretos e indiretos dos tributos, também faz parte das suas tarefas profissionais. Para isso deve estar muito bem preparado, conhecendo a fundo o meio onde atua, bem como sobre a dinâmica do negócio.

Isso porque o business controller é responsável por interagir com todos os departamentos da empresa. Somente a partir daí terá condições de apresentar boas sugestões, realizar planejamentos e controles eficientes.

Esse monitoramento inclui ainda a elaboração de ações estratégicas para o planejamento tributário. Entre elas, apontamos algumas principais como:

  • Reduzir o valor que deverá ser pago em tributos;
  • Evitar que possa recair imposto, taxa ou contribuição;
  • Eliminar falhas nos cálculos de tributos;
  • Aperfeiçoar os procedimentos, eliminando a burocracia;
  • Protelar o pagamento de uma determinada obrigação, sem que possam ocorrer multas;
  • Acompanhar de perto e detalhadamente todas as operações que envolvam pagamentos de impostos;
  • Em caso de dúvidas, deve-se procurar sempre o amparo jurídico para um bom planejamento tributário.

– Elaboração de relatórios

Essa é uma das principais responsabilidades de um business controller. Após coletar e tabular todas as informações necessárias, ele deve preparar relatórios gerenciais.

Esses documentos servem tanto para manter os registros das contas em dia, como também para aperfeiçoar as ações estratégicas da empresa. Para isso é preciso contar com ajuda da tecnologia e ferramentas digitais avançadas, como um bom programa de Excel.

Assim o trabalho é dinamizado e os resultados são mais precisos, sem erros. Isso minimiza falhas, erros e retrabalho. Afinal, o que os gestores esperam de um business controller é um trabalho eficiente, que traga bons resultados e melhorias para todos na empresa.

Essa elaboração de relatórios exige minuciosidade e rigor na apuração e na interpretação dos dados. É preciso escolher o tipo e o formato correto dos relatórios. Então vamos conhecer alguns dos principais documentos que devem ser preparados.

  • Financeiro e contábil, que envolve diferentes documentos como demonstrativos de fluxo de caixa (DFC) ou de resultados do exercício (DRE);
  • De crescimento, que engloba o volume de vendas no mês, quantos são os novos clientes, aumento de receita mensal recorrente, entre outros dados;
  • De satisfação dos clientes, que reúnem dados como a taxa de satisfação dos clientes, entre outros indicadores;
  • De gestão e de controle. Este relatório engloba dados sobre rentes a estoque, logística, qualidade dos produtos e outras informações.

– Coleta, armazenamento e análise de informações

O business controller deve coletar, armazenar e analisar todas as informações sobre as contas de todos os departamentos da empresa. Ele precisa ser seletivo quanto aos dados mais importantes que o ajudem na elaboração dos relatórios e das projeções financeiras.

Assim poderá realizar os orçamentos com dados reais. Esse profissional precisa ter a segurança de que as informações coletadas são precisas, transparentes e de fácil entendimento.

Tudo para facilitar que os demais funcionários ou líderes possam compreender os dados mais complexos, mesmo não tendo conhecimento técnico para isso.

Por isso o controller precisa estar muito bem preparado e embasado tecnicamente, para que os resultados esperados possam ser alcançados com eficiência.

– Estudo de estratégias

O profissional dessa área deve se preparar para analisar todos os movimentos econômicos do mercado. Isso ajudará a prever e até definir quais serão as tendências de mercado para o segmento que a empresa está inserida.

Por outro lado, ao estudar as estratégias o business controller consegue antecipar cenários e acompanhar a realização das estratégias na prática. Essa capacidade viabiliza que a empresa mantenha ou conquiste maior competitividade no mercado por um longo período.

Permite ainda que possa investir em projetos que tragam mais benefícios para a empresa e sua equipe. Além disso, contribui para melhor avaliar os ciclos operacionais, definindo metas e objetivos mais coerentes ao perfil do empreendimento e de seus gestores.

– Identificação de falhas

Por não estarem preparadas e alinhadas com as informações financeiras e econômicas corretas, muitas empresas podem cometer falhas. Erros que podem levar a prejuízos incalculáveis e até comprometer o desempenho operacional do negócio.

Por isso é tão importante manter um business controller no seu quadro de colaboradores.

Ele está apto a identificar os erros, fornecendo as informações corretas e as melhores orientações para poder saná-los. Assim a empresa estará melhor preparada para impedir que estas ou outras falhas possam ser cometidas no futuro.

Formação e perfil desejados de um business controller

Como você já sabe, um controller é um profissional multidisciplinar, que tem suas ações desdobradas em níveis estratégico, tático e operacional. Dessa forma, é desejável que ele possua formação acadêmica que sustente teoricamente suas responsabilidades dentro da empresa.

Os profissionais dessas áreas, portanto, precisam ter grande conhecimento do mercado financeiro e empresarial. Portanto, se você não sabe onde procurar um controller, foque nos profissionais de Ciências Contábeis, Economia ou Administração de Empresas.

Além da formação acadêmica, um aspecto essencial desejado no profissional é que ele busque especializações e esteja sempre se atualizando, seja por meio de cursos de especialização, MBA ou pós-graduação. O importante é estar constantemente aperfeiçoando suas habilidades e acompanhando os movimentos do mercado.

Além desses conhecimentos gerais, o profissional de controladoria precisa ter conhecimento da área de atuação da empresa.

Tais como: o processo de produção que ela desempenha, seu impacto na sociedade, as características específicas do mercado etc. É necessário também que ele tenha conhecimento em gestão, planejamento estratégico, controle financeiro e noções econômicas sobre o mercado financeiro.

Portanto, o perfil desejado para um controller é de uma pessoa convicta, com conhecimento profundo nas áreas de gestão e dos cargos mais altos da empresa.

Além disso, é importante escolher uma pessoa que saiba trabalhar em equipe e que tenha convicção de suas decisões. É desejado um perfil de liderança, que saiba conduzir a equipe e que tenha a capacidade de enxergar o potencial da organização de forma ampla e estratégica.

Conheça algumas dicas para você se destacar como controller, clicando aqui.

Como contratar um business controller?

business controller homens computador

A seleção de um business controller deve ser tão rigorosa como serão suas responsabilidades dentro e fora da empresa. O ideal é que esse profissional tenha formação em Ciências Contábeis, afinidades com números e área financeira.

Se ele tiver especialização em controladoria melhor ainda. Isso porque seu trabalho estará intimamente ligado à coleta de dados, cálculos e planilhas. O trabalho basicamente estará voltado para a gestão, administração e legislação.

Por isso o business controller precisa ter profundo conhecimento das leis e do perfil do negócio, onde pretende atuar. Ele deve ter um perfil analítico e saber planejar e apresentar as melhores estratégias para que a empresa possa crescer, com responsabilidade fiscal.

Quem deseja ingressar nessa área deve manter os estudos constantes e ampliar os conhecimentos em finanças e legislação contábil nacional e internacional.

Deve saber elaborar planilhas, orçamentos e planejamento, bem como conhecer estatística e matemática financeira. Ter fluência em outras línguas, em especial a inglesa, é essencial.

Requisitos que farão a diferença no dia a dia de trabalho, oferecendo maiores chances de sucesso na carreira.

Por outro lado, a empresa contratante terá a segurança de que o profissional contratado atuará da melhor forma possível, trazendo bons resultados em longo prazo.

Por isso é importante que esse profissional conheça todas as áreas de atuação da empresa, todos os processos de produção, bem como os impactos sociais. Um controller precisa ser convicto de seus conhecimentos e de sua performance.

É importante que a empresa escolha um profissional que saiba atuar em equipe e tenha segurança sobre suas decisões.

Caso a organização não queira manter um business controller em seu quadro de funcionários, poderá contratar empresas especializadas como a Investor, para realizar esse tipo de trabalho.

Como implementar a controladoria?

Por ser um setor com elevado potencial estratégico, a controladoria deve ser o centro das atenções dos gestores. Deve ser o coração da empresa. Por isso, além de pensar em como implementar esse setor, como e quem contratar para trabalhar nele é fator primordial.

Isso porque a controladoria deve otimizar a gestão, bem como acompanhar as finanças da organização. Somente assim conseguirá identificar possíveis falhas, diagnosticando problemas e apontando soluções.

Conhecendo muito bem os mecanismos da legislação é possível tomar as melhores decisões. Nesse processo apresentamos alguns passos primordiais para implantar a controladoria com total segurança. Confira!

– Centro das atenções e ações. Como já dissemos a controladoria deve ser o principal departamento da empresa. Onde todas as outras atividades surgirão a partir dela, como planejamento; projeções; controle; diagnóstico, entre outras.

Isso funcionaria como uma pirâmide invertida. A partir da controladoria seriam fornecidas informações para os demais setores como financeiro, contabilidade ou operacional.

– Ciências aplicadas. Os profissionais de controladoria devem ter amplo conhecimento em Contabilidade, Economia, Administração, Direito, Matemática, Estatística, entre outras áreas.

– Ferramentas avançadas. O setor pode começar a trabalhar com recursos simples, mas aos poucos evoluir para sistemas avançados de controle, como os digitais. Muitos materiais são disponibilizados gratuitamente na rede de internet.

– Promoção interna. Na hora de montar a equipe de controladoria, o gestor pode optar em escolher os profissionais mais habilitados, entre os colaboradores. A principal característica é que tenham conhecimentos em contabilidade e administração de empresas.

– Contratação externa. Caso a empresa opte em contratar uma consultoria especializada em controladoria, poderá recorrer ao mercado externo. Organizações como a Investor contam com equipe especializada, para exercer uma controladoria mais objetiva e eficiente.

A empresa ainda pode contar com as duas opções. Tanto a controladoria interna como a externa. Os profissionais da Investor estão aptos a gerenciar softwares, acompanhar os indicadores, responder e-mails e controlar diversos fatores da empresa.

Tudo realizado com a maior segurança, por meio de modernas ferramentas de gestão, para que a empresa obtenha os melhores resultados possíveis.

A consultoria especializada em avaliações da Investor conta com uma equipe qualificada e preparada para auxiliar os gestores no que for necessário.

Para obter mais informações e saber como a Investor pode ajudar a sua empresa a manter uma controladoria eficiente, converse com um consultores clicando aqui.

Conclusão

business controller homens analise

Gerenciar uma empresa nem sempre é tarefa fácil. Com um mercado cada vez mais competitivo, ter uma equipe de gestão diferenciada pode ser um diferencial de mercado.

Nesse contexto surge o business controller, um profissional que vem conquistado espaço de trabalho em empresas que se preocupam com os resultados. Afinal a tomada de decisão precisa estar muito bem alicerçada em informações concretas, reais e transparentes.

O business controller deve estar preparado para cuidar das estratégias financeiras e contábeis do negócio. Ele deve coordenar a gestão patrimonial, a economia e as finanças da empresa.

Para isso deve coletar, compilar e analisar as informações de todos os setores, em especial a contabilidade. Munido de dados concretos, elabora relatórios, estudos econômicos e planejamentos.

Abastecer os gestores de informações que irão facilitar a tomada das melhores decisões. O controller geralmente atua diretamente junto à controladoria, podendo exercer funções em duas áreas como analistas e como gerente de controladoria.

São considerados generalistas e multidisciplinares em suas atuações, mas com grandes responsabilidades. A formação em Ciências Contábeis é imprescindível para quem almeja ingressar nesse campo de trabalho.

Além disso, é preciso ampliar os conhecimentos em Matemática, Economia, Administração, entre outras áreas pertinentes à administração de empresas. As empresas podem investir em equipe própria ou contratar assessorias especializadas como a Investor.

Podem ainda adotar os dois sistemas simultaneamente, para tornar os resultados ainda mais eficientes.

Continue acompanhando o nosso blog!