O que o Valuation tem a ver com as startups unicórnios

Como determinar quanto vale uma startup unicórnio? Qual é o valor de empreendimentos e empresas com esse perfil, que representam grandes potenciais de negócios e crescimento? Para responder perguntas como essas, é preciso falar daquilo que atende pelo nome de Valuation.

Esse termo, como já mencionado em muitos de nossos artigos, faz referência justamente à avaliação da empresa. Por meio de métodos e cálculos diferentes que são aplicados para identificar, portanto, quanto um negócio vale realmente.

Existem formas variadas para calcularmos isso, e chegar a esse montante é determinante para a gestão das empresas, bem como para a tomada de decisões com relação a análises de propostas de compra ou venda. Além, claro, para atrair investidores e acionistas.

São exatamente essas contas e considerações que acabam por determinar o elevado valor de certas startups e seus grandes potenciais frente ao mercado. Consequentemente, tudo isso irá influenciar em operações e investimentos relativos ao negócio.

Então, é hora de esclarecer melhor essa importante ligação entre o Valuation, o mercado e as startups unicórnios. Continue a leitura!

 

O que é o Valuation?

Como já mencionado, Valuation é a maneira de determinarmos o valor real de uma empresa. Então, você saberia dizer qual é o valor do empreendimento onde você atua e/ou investe? Para determinar isso, é necessário contar com essa avaliação da empresa em questão.

Aliados a fatores do mercado, perspectivas e projeções futuras, alguns cálculos e conceitos do mundo financeiro permitem chegarmos a esse resultado, definindo um preço para o negócio, que pode ser apontado como justo.

Pontos relevantes sobre o valor da empresa

No caso de uma startup unicórnio – e empresas tradicionais –, é muito importante levar em consideração fatores como o impacto do empreendimento para a sociedade, o nível de inovação e aceitação dela – inclusive no longo prazo, certamente – o mercado em que ela está inserida, bem como as oportunidades que a envolvem.

Isso, claro, tem total relação com a proposta, com os objetivos dos empreendedores que respondem por ela, assim como com quem está envolvido na equipe, além dos planos estratégicos e do produto resultado desse projeto.

Startups unicórnios

Antes de seguir em frente com a importância do Valuation para as startups unicórnios, é melhor deixar esse termo mais claro, não acha?

Unicórnio é uma forma de descrever as startups cuja avaliação supera US$ 1 bilhão. Além de empreendimentos como a 99 e o Nubank, somente no ano passado, o ecossistema brasileiro passou a contar com mais cinco empresas desse tipo, segundo matéria da revista Época Negócios. Foram elas:

– Loggi;
– Gympass;
– QuintoAndar;
– Ebanx;
– Wildlife.

E, já no início de 2020, de acordo com o mesmo veículo, a Loft – startup do mercado imobiliário – entrou para esse cenário, quando recebeu um investimento de US$ 175 milhões, aos 16 meses de vida. Ou seja, é uma jovenzinha com potencial gigante, conforme as projeções e a análise do mercado.

 

Para que serve o cálculo do valor de uma empresa?

A serventia do Valuation depende de interesses diversos. Apenas para ilustrar algumas das situações, o valor de uma empresa é consideravelmente relevante em caso de uma oportunidade de venda, de uma ampliação de sociedade ou de um investimento, por exemplo.

Nesse último ponto, é interessante lembrar do mercado de ações, uma vez que quem aposta na renda variável precisa de projeções e determinadas premissas para chegar às vias de fato de investir em certos negócios.

E, assim, encontrando o valor de mercado da startup ou empreendimento e seus potenciais lucros futuros, vamos caminhando para chegar ao Valuation. Quanto maiores forem esses ganhos, o valor da empresa terá, naturalmente, a tendência de ser mais elevado, concorda?

Como calcular o valor de uma empresa

Agora, chegamos ao ponto que tanto interessa quem está de olho no mercado e suas mais variadas novidades, inovações e oportunidades. A seguir, confira algumas possibilidades de cálculo para encontrar o valor de uma empresa.

Fluxo de Caixa Descontado (Valuation DFC)

Uma das maneiras de observarmos o interesse em torno de um negócio tem a ver com a capacidade dele daqui para frente, não é mesmo?

O Fluxo de Caixa Descontado é uma forma de avaliação da empresa que, resumidamente, é a subtração entre ganhos e dívidas, num período mínimo de 5 anos e máximo de 10, dependendo do negócio e seu segmento.

Nesse cálculo, é preciso levar em consideração as taxas de crescimento no fluxo de caixa, por meio de uma projeção futura. E, então, deve-se determinar o que será descontado aqui, levando em conta, principalmente, fatores como a desvalorização do dinheiro com o passar dos anos.

Além disso, no Valuation DFC, a subtração também pode incluir a influência da taxa básica de juros. Bem como o chamado Índice Beta, que considera a volatilidade do investimento diante do mercado. Em outras palavras, o tipo de empresa e de negócio irão determinar o que vai fazer parte desses descontos e, então, impactar em seu valor.

Múltiplos de Mercado

Para calcular o Valuation de uma empresa, outra maneira é pelos Múltiplos de Mercado, em que é possível considerar, por exemplo, o preço sobre lucro (P/L) ou o valor da empresa sobre o Ebtida (ou Lajida), isto é, “Lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização”, um indicador comum para avaliação de empresas.

Esse raciocínio requer uma comparação do valor de mercado da empresa em questão com outras do setor e, assim, chegar a uma noção se o empreendimento sob avaliação está sendo negociado com um múltiplo baixo ou elevado.

Método Contábil

Outra possibilidade para determinar quanto vale uma empresa é por meio da contabilidade dela, considerando, resumidamente, seu patrimônio líquido.

Entretanto, por mais que os próprios números tenham fundamental importância e devem fazer parte do Valuation, olhar apenas para o próprio umbigo pode significar uma visão limitada diante do mercado.

Avaliação para startups

Com relação ao Valuation para startups, podemos citar exemplos como o método Venture Capital (método do Capital de Risco), além do Método de Avaliação por Scorecard. Para entender melhor, ambos estão mencionados neste artigo.

 

Valuation e negociações de mercado

É importante destacar que Valuation é uma forma de análise do valor da empresa por meio de modelos diferentes, que têm como objetivo oferecer dados e percepções sobre variáveis e, consequentemente, suas implicações nos negócios.

Entretanto, não devemos nos fixar apenas em fórmulas matemáticas e números, mas, também, entender e analisar fatores que impactam na estabilidade e no desenvolvimento de uma empresa.

É por isso que um momento estressante não pode determinar o valor real dela. Em outras palavras, é comum observarmos ações oscilando na Bolsa, conforme pressões diversas, mas sabemos que o Valuation tem relação com o valor do negócio, seu histórico e perspectivas diante da realidade.

Quem investe, portanto, precisa ter essas questões em mente, considerando oscilações nas ações – características da modalidade de renda variável –, mas reconhecendo que existe um valor justo e chances de ganhos no longo prazo.

É preciso lembrar, ainda, que o Valuation deve envolver, também, um relacionamento estreito com as empresas avaliadas e seus gestores para que, então, as informações fiquem claras sobre o negócio. Caso contrário, podemos observar situações complicadas e até de fracassos diante do mercado.

Case da WeWork

Para exemplificar o que estávamos falando acima, vale ilustrar com o case do WeWork, que ocorreu no ano passado e que afetou consideravelmente a reputação da empresa. Tudo indicava que o negócio estava crescendo fortemente, com operações de locação de imóveis para diversos países, inclusive no Brasil, não é mesmo?

E, assim, em um caminho natural de possibilidades de expansão, a empresa pediu seu IPO (Oferta Pública Inicial de Ações), para entrar na Bolsa. Entretanto, análises revelaram que, na realidade, as projeções de rentabilidade do WeWork não correspondiam com a realidade.

O resultado disso tudo foi uma queda de valor de mercado de US$ 47 bilhões para US$ 8 bilhões, além dos impactos na imagem, na credibilidade e, claro, na confiança dos investidores.

A importância do Valuation para startups unicórnios

Voltando a falar de notícias boas, startups e empresas em processo de escalabilidade recorrem bastante ao Valuation para poder buscar investimento e alavancar seus negócios. Ter essa valiosa informação é essencial para as estratégias de crescimento e desenvolvimento do empreendimento.

E, aqui, vale a pena mencionar exemplos de sucessos no Brasil.

Nubank

O famoso “roxinho” conquistou um grande espaço no Brasil e foi capaz de levantar quantias consideráveis para ampliar suas operações para o exterior, como Argentina e México. O banco digital é avaliado em cerca de US$ 10 bilhões.

Gympass

Outro nome que merece ser lembrado nesse cenário de unicórnios é o Gympass, startup do mercado fitness que, assim como o Nubank, recebeu aporte o japonês Softbank, entrando para a casa dos que valem mais que US$ 1 bilhão.

 

Considerações

Com os exemplos que mencionamos e todas as informações desse artigo, nosso objetivo foi de esclarecer como o Valuation é uma ferramenta fundamental para calcular o valor da empresa e, portanto, exerce um papel-chave no desenvolvimento de startups unicórnios e outros negócios. Tudo isso é crucial para suas negociações e relações com o mercado.

Quer saber mais sobre como calcular o Valuation de uma Startup ou empresa tradicional?

Entre em contato e tire todas as suas dúvidas!

Vídeo relacionado

Saiba mais assistindo este vídeo sobre o que é o Valuation e como calcular o valor de uma empresa.

Conteúdo Relacionado

 

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *