Calculadora representando como calcular valuation

Aprender como calcular valuation é de grande utilidade para situações que demandam conhecimento do valor de uma empresa. Essa informação é muito preciosa para oportunidades de investimento, bem como de ampliação dos negócios e possibilidades de parcerias.

Na hora de determinar o valor da empresa, existem algumas variáveis a serem consideradas e, com isso, diferentes tipos de cálculos capazes de chegar a um valor justo, como Fluxo de Caixa Descontado (FDC) e Múltiplos de Mercado.

Isto é, o valuation precisa estar de acordo com a realidade e especificidades do mercado, de forma a ser considerado confiável, concorda?

Para calcular o valuation, portanto, é sempre válido apostar em consultores e empresas que tenham conhecimento técnico para isso. Em outras palavras, uma vez que essa definição não é tão simples, somente profissionais devidamente qualificados é que vão conseguir chegar no preço real da companhia.

Ao longo desse texto, você irá aprender alguns dos métodos de cálculo para chegar ao valor de uma empresa e, assim, compreender os pontos que deverá levar em consideração para o seu caso. Então, continue a leitura!

 

Por que fazer o valuation de uma empresa

Fazer o valuation de uma empresa é uma atitude muito estratégica para o negócio, uma vez que esse cálculo ajuda a compreender informações muito preciosas sobre a situação atual, como a saúde financeira. Existem formas de fazer isso, inclusive planilhas prontas muito úteis.

Os dados têm serventia para projeções e perspectivas futuras, de forma a informar executivos sobre os passos que podem ser tomados.

Análise se resultados

Valuation é essencial para saúde financeira e investimento

Em outras palavras, quando gestores têm o conhecimento de todos os fatores que determinam o valor da organização, fica mais claro o que está falho na administração e deve ser corrigido, bem como aquilo que deve ser impulsionado.

Dessa forma, o valuation promove uma transparência sobre a empresa, de forma a levar clareza para quem está envolvido ou aposta nela, como os investidores.

No caso de quem investe na companhia, é fundamental compreender seu valor justo e, assim, determinar como será a aplicação. Ou seja, o valor de um ativo precisa ser compatível com a realidade, caso contrário, será digno de desconfiança, concorda?

O mesmo raciocínio serve para situações de venda da empresa ou de participação societária, em que é preciso negociar valores muito precisos. Outra utilidade do valuation é com relação a processos para diversificar o negócio, como no caso de fusões, bem como aquisições.

 

Métodos de como calcular valuation

Com base nas situações que listamos acima que mostram a importância de determinarmos o valor da empresa, agora é hora de listarmos como calcular valuation. A seguir, você verá exemplos de algumas metodologias que ajudam a determinar isso. Acompanhe!

Fluxo de Caixa Descontado (FCD)

Fluxo de Caixa Descontado (FCD ou DCF) é uma das formas de cálculo de valuation mais conhecidas e aplicadas – conforme o contexto empresarial, claro.

Nesse caso, o valor da empresa é determinado por meio da avaliação do fluxo de caixa atual, assim como o das projeções futuras a respeito dos ganhos do negócio. Entretanto, é preciso descontar possíveis depreciações comuns ao passar do tempo.

De forma muito simplificada, essa é a forma de subtrair perdas dos ganhos.

Em outras palavras, o valuation por meio do Fluxo de Caixa Descontado precisa ter uma visão anterior e posterior do negócio, isto é, as chances e os riscos que ele apresenta daqui por diante. Portanto, é comum que essa avaliação considere os próximos cinco ou dez anos, mas não mais do que isso, senão, a análise torna-se menos confiável.

Como calcular valuation pelo FCD

A projeção de fluxo deve considerar diferentes cenários, do menos ao mais otimista. Para calcular valuation pelo FCD, é importante levar em conta depreciações gerais comuns ao tempo, inclusive do próprio dinheiro.

Nessa conta do período em questão – acima de cinco, abaixo de dez –, é preciso considerar entradas e saídas e, então, definir uma taxa referente a descontos relacionados a custos e riscos. A taxa básica de juros (Selic) pode fazer parte dessa análise para compreender oscilações do mercado com o passar dos anos.

Então, é feito um cálculo matemático do atual valor e de uma estimativa futura. Para entender isso de maneira prática, veja a fórmula aqui.

Múltiplos de Mercado

Outra maneira que explica como calcular valuation é chamada de Múltiplos de Mercado. Em linhas gerais, essa é uma estratégia de comparar a empresa com outras muito semelhantes e, assim, encontrar o valor dela. Ou seja, isso só pode ser feito por negócios que têm competidores muito afins dentro do mercado específico de atuação.

Além do mais, é sempre válido manter em mente as particularidades de cada negócio em mente, uma vez que, mesmo parecidas, empresas são entidades únicas.

Como calcular valuation por múltiplos

O cálculo do valor da empresa por meio dos múltiplos leva em conta determinados indicadores, inclusive o Ebitda, que significa lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização.

Por exemplo, a proposta pode considerar múltiplos de lucro – que seria a divisão entre o preço por ação (P) pelo Lucro por ação (L) –, bem como múltiplos de valor patrimonial – divisão entre valor de mercado pelo patrimônio líquido da empresa.

Valuation Contábil

calculo de valuation

Outra maneira de cálculo de quanto vale uma empresa é o Valuation Contábil, que considera o valor patrimonial da organização. Ou seja, é uma forma de avaliação da própria contabilidade, que chega, então, ao total de bens líquidos.

Entretanto, diferentemente de outras formas de cálculo de valuation que consideram não apenas os valores tangíveis – imóveis, maquinário etc. –, esse método exclui os intangíveis, como o poder da marca, suas políticas de sustentabilidade e suas estratégias.

Uma das questões que depõem contra esse método é a dificuldade de chegar ao valor justo, ou melhor, ao valor real empresarial. Isso pode prejudicar cenários de busca por investimento, por exemplo, entre muitos outros.

Valuation de Liquidação

Liquidação é um termo muito usado no comércio para representar queima de estoque, não é mesmo? Naturalmente, quando falamos em Valuation de Liquidação, muito provavelmente estamos associando à baixa de uma empresa.

Esse método inclui a soma dos ativos e a subtração dos passivos, bem como um cálculo que representa o valor daquilo que será conseguido quando todo o patrimônio for liquidado.

Valuation Pré e Pós-Investimento

Essas duas formas de como calcular o valuation tem relação com a entrada de investimentos. No caso do Valuation Pré-Investimento, o valor da empresa corresponde àquele anterior ao montante investido.

A matemática aqui é mais simples, claro, pois basta considerar o valuation prévio, isto é, sem o investimento. O raciocínio contrário vale para o Valuation Pós-Investimento, em que leva-se em conta esse capital, uma vez que é útil para determinar o crescimento, por exemplo, bem como a parte de algum investidor.

 

Conclusão

Os métodos de como calcular valuation de empresas são muito úteis para contextos bem específicos. Por exemplo, startups com poucos anos de vida podem optar por formas diferentes, em vez que utilizar o Fluxo de Caixa Descontado.

Para saber como aplicar a melhor metodologia, é fundamental contar com empresas e profissionais com experiência, capazes de identificar particularidades e características únicas de cada realidade.

Afinal, organizações podem ser muito parecidas, mas cada uma tem variáveis que influenciam muito no valor da empresa. Portanto, faça escolhas sábias para encontrar o valor justo do seu negócio.

 

Conteúdos Relacionados

 

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *