O que é rateio: saiba para que serve e os tipos

rateio planilha

Um ponto muito importante na vida de qualquer gestor é o rateio de custos. De modo geral, ele está relacionado a um controle maior acerca dos gastos operacionais da organização.

Isso porque por meio desse método é possível separar os custos de acordo com os elementos que fazem parte dele, como os processos de produção, centros de custos e projetos. Contudo, não se limita somente a essas esferas.

Quer saber mais sobre o rateio e a sua importância para que uma empresa tenha bons resultados financeiros? Então continue a leitura do post de hoje!

O que é rateio?

Quando falamos em rateio estamos nos referindo à divisão proporcional de custos. No caso de uma empresa, é preciso considerar todos os custos diretos e indiretos, ou seja, os gastos da mesma, para mantê-la operando adequadamente.

O rateio é um indicador estratégico e que pode ser utilizado para garantir um acompanhamento mais preciso dos gastos.

Imagine o seguinte exemplo de uma empresa de marketing. No total, ela gastou R$ 10.000,00 com anúncios na internet.

E por meio do rateio fica claro que dos R$ 10.000,00 gastos com anúncios de internet, o projeto A consumiu R$ 3.000,00, o projeto B consumiu R$ 3.000,00 e o projeto C consumiu R$ 4.000,00.

Significado de rateio

O significado da palavra rateio é a divisão proporcional de custos durante a execução de projetos ou realização de serviços.

De modo geral, é uma forma de a empresa conhecer mais a fundo os seus gastos e se com todos eles é possível continuar suas atividades.

O rateio é importante, pois ele permite que a empresa entenda quais projetos ou produtos exigem mais gastos, além também de ajudar a compreender como está o andamento de cada setor, ou seja, onde é preciso economizar, no que se deve investir, entre outros pontos.

Para que serve o rateio de custos?

rateio mulher

O rateio de custos serve para que a empresa tenha conhecimento dos seus gastos através da análise de custos.

Com isso, é possível descobrir quais são os custos com cada parte da produção, desde a compra de insumos até o final do processo logístico.

Quando bem feito, o rateio de custos permite identificar os pontos que estejam tendo gastos excessivos, reduzindo desperdícios e aumentando ganhos. Isso implica numa maior rentabilidade e tomada de decisão mais estratégica.

Um outro ponto importante do rateio de custos é a compreensão de como cada setor da empresa está operando. Ou seja, qual área necessita de gastos maiores e qual pode realizar seu trabalho com um valor menor.

Dessa maneira, fica mais fácil para o gestor identificar se há a necessidade de um corte de orçamento em determinado setor ou ainda o remanejamento de verbas para outra área da empresa.

Por fim, o rateio de custos pode ser utilizado como uma ferramenta para auxiliar na precificação de um produto ou serviço.

Quais os tipos de rateio?

rateio papeis

Existem, basicamente, três tipos de rateio de custos. Abaixo falaremos mais sobre cada um deles.

Custeio padrão

O método de custeio padrão serve como uma medida de eficiência para o processo produtivo, considerando que ao ser comparado com o custo real, ele identifica os pontos em que podem ocorrer ineficiências ou desvios de recursos.

Dentro desse tipo de custeio ainda existem 4 subdivisões. São elas:

  • Custo padrão: ele é definido pela empresa como meta para os produtos de linha de produção e leva em consideração o valor e a quantidade dos insumos necessários para produção, as características tecnológicas de cada produto e o próprio volume de produção.
  • Custo ideal: considerado como uma meta de longo prazo, pois como determina os parâmetros no mundo ideal, levando em conta as condições ideais de eficiência da mão de obra, qualidade dos materiais e menor desperdício possível dos insumos necessários, e desconsiderando deficiências.
  • Custo estimado: é determinado por meio de uma simples projeção de futuro, ou seja, considera a média dos custos obtidos analisados no passado, sem avaliar se ao longo do processo ocorreu alguma ineficiência na linha produtiva.
  • Custo corrente: para determinar esse custo a empresa deve realizar estudos avaliando a eficiência da linha de produção. É o mais adequado para fins de controle, pois é considerado como um objetivo de curto e médio prazo.

Rateio por Absorção

Também chamado de custeio integral, ele considera como custo do produto todos os custos com a fabricação, sejam eles diretos ou indiretos, fixos ou variáveis.

Isso significa que o cálculo do custo de um produto vai considerar, além dos gastos diretos, como matéria-prima, todos os outros custos envolvidos para possibilitar a produção daquela mercadoria, como o aluguel do pavilhão onde se encontra a fábrica, por exemplo.

De modo geral, o rateio por absorção serve para entender como a produtividade da empresa afeta nos custos.

Rateio por Headcount

É considerado como uma variação do custeio por absorção, porém focado na quantidade de membros da equipe. É muito usado em projetos de consultoria.

Rateio por Atividade

Nesse método a empresa tenta aferir o uso de um determinado custo para fazer a separação, por exemplo, quanto cada linha de produção utilizou de uma máquina por mês.

Rateio por Faturamento

No rateio por faturamento é calculada a participação de cada produto produzido naquele mês. Sendo assim, o objetivo desse cálculo é entender o percentual que cada item representa no todo.

Rateio por Custos Diretos

O rateio por custos diretos está relacionado à produção de um produto e tudo o que é preciso para que ele exista, como por exemplo, a mão de obra aplicada e os materiais utilizados.

Rateio por custos Indiretos

No rateio por custos indiretos há a necessidade de um maior cuidado, pois são aplicadas parcelas proporcionais relacionadas aos custos indiretos no valor de cada produto.

Aqui, todo cuidado é pouco, pois valores errados podem levar, consequentemente, a resultados errados.

Exemplos de rateio

rateio resultados

Para ficar mais fácil de entender, vamos dar alguns exemplos de rateio. Confira!

Exemplo 1

Vamos tomar como primeiro exemplo um produto único.

Sabendo que o total mensal do custo indireto é de R$ 5.000,00 e o valor necessário para a produção de tal produto por mês é de R$ 50.000,00.

Para saber o valor do custo indireto por produto, basta dividir o primeiro valor pelo segundo, o que dá R$ 0,10.

Exemplo 2

No segundo exemplo vamos pensar na aquisição de peças para vendas.

Nesse caso, temos o valor da passagem a R$ 20,00. E entre as peças compradas, no total de R$ 260,00, temos:

  • R$ 100,00 em camisas;
  • R$ 80,00 em bermudas;
  • R$ 50,00 em camisetas;
  • R$ 30,00 em calças.

O cálculo do rateio deve ser baseado em: valor da passagem dividido pelo gasto total multiplicado pelo valor gasto em cada produto, ou seja, R$ 20,00 / R$ 260,00 x custo das camisas, bermudas, camisetas ou calças.

Assim temos:

Descrição Compras Rateio Total
camisas R$ 100,00 R$ 7,69 R$ 107,69
bermudas R$ 80,00 R$ 6,15 R$ 86,15
camisetas R$ 50,00 R$ 3,85 R$ 53,85
calças R$ 30,00 R$ 2,31 R$ 32,31
Total R$ 260,00 R$ 20,00 R$ 280,00

 

Por que fazer o Rateio de Custos?

rateio computador

De modo geral, podemos dizer que são muitos os benefícios de se fazer o rateio de custos. E o principal deles é o maior controle sobre os gastos.

Falamos isso, pois o rateio de custos permite analisar de maneira mais precisa para onde os recursos financeiros estão sendo direcionados.

Além do mais, ao comparar os custos de cada projeto ou produto e a receita que eles geraram, fica mais fácil avaliar quais estão trazendo um retorno adequado.

Ou seja, com o rateio de custos é possível identificar um problema e encontrar soluções para aumentar a rentabilidade do projeto ou em alguns casos, até mesmo optar pelo seu cancelamento.

Pensando no rateio de produtos, um dos benefícios é que ele ajuda a corrigir a precificação, assegurando, assim, que cada produto seja vendido por um valor que vai efetivamente gerar lucro.

Como se faz um rateio?

Agora que já falamos sobre o que é e para que serve o rateio de custos, chegou a hora de te ajudarmos a colocá-lo em prática.

O primeiro passo é saber quais são os custos passíveis de rateio, como:

  • Infraestrutura necessária (água, energia elétrica, internet, telefone e aluguel);
  • Salários e encargos sociais;
  • Serviços terceirizados;
  • Impostos e taxas;
  • Custos de depreciação de maquinário;
  • Custos para a execução dos trabalhos e manutenção dos funcionários (material de escritório, uniformes e refeições).

Uma vez que você tiver tudo isso relacionado, é preciso realizar o acompanhamento preciso acerca dos cálculos.

A realização de relatórios com as informações obtidas por meio da análise de custos para a realização do rateio permite um melhor entendimento dos gastos totais de cada setor da empresa. Isso torna mais fácil o controle sobre os gastos internos e o que pode ser feito para maximizar lucro e eficiência.

Como calcular rateio de custos?

rateio custos

Para que fique ainda mais claro para você como é feito o cálculo de rateio de custos, é necessário esclarecer o que significa custos diretos e custos indiretos.

Custos diretos e indiretos

Os custos diretos são identificados com precisão no produto já finalizado por meio de um método de custeio ou critérios de medição.

Alguns exemplos de custo direto são as horas trabalhadas da mão de obra contratada, os produtos utilizados e os gastos com funcionamento de máquinas.

Já os custos indiretos são aqueles necessários à produção, porém que não estão diretamente relacionados à ela.

Como exemplos podemos citar os produtos de higiene e limpeza, e também os gastos com alimentação dos colaboradores.

Por que o rateio é vantajoso?

O rateio de custos pode ser vantajoso para uma empresa por inúmeros motivos. Isso porque ele permite uma gestão integrada mais eficiente no dia a dia, com os gastos de cada setor e se eles são justos ou não.

Assim, é possível avaliar se há a necessidade de remanejamento de orçamentos ou cortes de gastos para que a organização possa desenvolver suas atividades com maior qualidade.

Eficiência nos Processos

Como um custo maior, em alguns casos, pode implicar em melhor eficiência nos processos, o rateio acaba sendo importante para identificar esse ponto e garantir que o produto chegará mais rapidamente, com uma melhor qualidade e de forma mais segura na mão do cliente.

Gestão de Custos

De modo geral, o rateio de custos permite que o gestor tenha conhecimento de tudo o que é gasto, o que permite uma divisão mais justa e proporcional dos gastos internos da empresa.

Conclusão

rateio calculadora

Como pudemos observar ao longo do post de hoje, o rateio de custos é uma divisão proporcional dos custos de acordo com as demandas da execução de cada projeto ou serviço.

Sendo assim, todos os seus projetos terão custos diretos e indiretos, e alguns deles irão precisar de mais recursos do que outros. Daí a importância da divisão correta, para que o gestor consiga mensurar exatamente as receitas e despesas de cada projeto ou produto.

Na hora de escolher um método de rateio, é interessante considerar o que realmente aconteceu durante o processo e optar por aquele aspecto que tenha tido maior significância durante o trabalho.

Por fim, ao fazer o rateio de custos, saiba que há variações de acordo com o negócio de cada empresa. Você pode utilizar os métodos apresentados aqui para ajudar na decisão de como escolher o tipo de rateio.

Ficou alguma dúvida sobre o assunto? Deixe o seu comentário aqui  para que possamos te ajudar. E continue nos acompanhando!

Sobre o autor