Pensamento Ownership

Pensamento Ownership é certeza de estar no caminho certo! Este é um conceito que antigamente poderia ser chamado de “vestir a camisa” da empresa. Trata-se da criação de uma cultura organizacional na qual o colaborador compreende e respeita o propósito da empresa. Mais do que isso, ele encampa a ideia.

Uma nova geração está chegando aos quadros de funcionários das empresas e é preciso entender como ela pensa, como age e o que a move. Este entendimento está diretamente ligado a como extrair a maior produtividade destes profissionais que trazem novas ideias e comportamentos.

Vamos discutir mais sobre este assunto? Acompanhe este texto e saiba mais!

 

 

O que é um pensamento ownership?

Esqueça os processos de seleção que buscam apenas características técnicas. É claro que conhecer a função, falar mais de uma língua e ter um diploma, entre outras qualificações, continua sendo importante, mas é preciso se ater também ao comportamento.

O sentimento de dono é aquele que leva o colaborador a trata os processos da empresa como se fossem dele próprio. Ele entende que os objetivos de cada uma das tarefas são seus próprios objetivos pessoais. Há comprometimento com cada procedimento.

 

 

A importância de estimular sua presença na formação de uma equipe

O sentimento de ownership é muito atrelado a implementação de uma cultura organizacional. Há correntes que apoiam que este tipo de gestão traz inúmeros benefícios a produtividade dos funcionários e, de igual maneira, ao alcance do sucesso dos projetos em que estão envolvidos.

Ora, da mesma forma que um funcionário acomodado “contamina” a equipe, um colaborador que se mostra envolvido “espalha” a atitude para os seus pares. Quando um colega trabalha com comprometimento, os demais tendem a seguir este comportamento.

Cria-se assim um círculo virtuosos em que todos, profissionais, chefias e a própria empresa, saem ganhando. Sem dúvidas, o pensamento ownership influencia no sucesso de seu negócio ao criar um time de sucesso.

 

 

Como implantar em uma empresa

Tudo começa no processo de seleção. Qualidades como curiosidade pela empresa e proatividade, vontade de aprender e boa comunicação, são fundamentais para a formação da equipe.

No entanto, a simples escolha das pessoas não é suficiente. É preciso uma gestão empresarial que cultive o sentimento ownership.

Reuniões periódicas que exponham os resultados (positivos ou negativos) de cada estratégia, por exemplo, aumentam o sentimento de pertencimento e motivam os colaboradores. Claro, a recompensa financeira ou em reconhecimento pelos serviços, também precisa fazer parte desta equação.

Interessado em Gestão Empresarial? Siga navegando no blog da Investor ! Seja bem-vindo para contar experiências e tirar as suas dúvidas com a gente!

 

 

Você pode se interessar também:

 

 

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *