Imagem ilustrativa de gestores com uma chave na mão correndo para abrir uma empresa representada por um cadeado

É fato que ter a empresa própria é o sonho de muitos que desejam colocar suas ideias em prática, ter liberdade para criar e também a segurança de que nunca serão demitidos. Porém, é possível que muitos empreendedores deixem essa vontade de lado por acreditarem que abrir uma empresa é uma missão demasiadamente burocrática, que leva muito tempo e que se gasta muito dinheiro.

Claro que abrir uma empresa demanda paciência, mas está longe de ser algo impossível. Pensando nisso, nós preparamos um guia prático para que os empreendedores possam ter acesso ao passo a passo que deve ser seguido para abrir uma empresa, desde os aspectos burocráticos até os de planejamento.

Que tal dar uma olhada e perceber que o seu sonho de ter a própria empresa não está tão longe de ser realizado?

Por que abrir uma empresa?

O principal motivo que faz as pessoas abrirem a própria empresa é o fato de estarem cansadas de trabalhar para outras pessoas, acreditando, assim, que tendo o seu próprio negócio ficarão mais livres para desenvolver suas ideias, tomar decisões, entre outros.

Veja a seguir quais são os principais motivos que fazem uma pessoa abrir uma empresa:

  • Maior controle do próprio destino;
  • Possibilidade de escolher colaboradores e parceiros;
  • Flexibilidade de horários;
  • Ganhos financeiros maiores;
  • Fazer o que se gosta;
  • Ter mais segurança financeira;
  • Ser seu próprio chefe.

Plano de negócio: o ponto de partidaGestor idealizando o planejamento para abrir uma empresa ao olhar pela janela

Se você deseja ter o próprio negócio, o planejamento é essencial e o primeiro passo para que o seu plano saia do papel e atinja o sucesso desejado. De nada adianta ter uma ideia sem ter conhecimento e informações, pois é notável que as tendências do mercado aparecem e somem com a mesma velocidade. Por este motivo, cautela é sempre importante.

Ao desejar que sua ideia se torne algo concreto, você precisa desenvolver um plano de negócio. Com ele, você poderá ter uma noção melhor de qual é o potencial do seu futuro empreendimento. Nesse planejamento você não pode esquecer-se de incluir:

Informações sobre o seu negócio

  • Nome da empresa;
  • Localização da empresa (Não se esqueça de analisar se a localização escolhida possui sintonia com o seu negócio);
  • Qual é o seu serviço ou produto?
  • Quem é o seu público alvo?
  • Quem são os seus concorrentes?
  • Quem serão os seus fornecedores?
  • Quais são as suas forças? E fraquezas?

Para te auxiliar, não deixe de ler os artigos que preparamos pra você conhecer algumas ferramentas muito úteis: PDCA, 5W2H, Matriz GUT e Matriz SWOT.

Planejamento de Marketing

No plano de marketing é importante traçar quais serão as estratégias utilizadas. Não se esqueça de incluir como será a venda do produto, se haverá promoções, como ele será distribuído, como será realizada a sua comunicação e a precificação.

Operacional

Nesta parte do seu plano de negócio, deve se destacar as informações sobre como se dará a produção, o atendimento e também o controle de estoque.

Financeiro

O planejamento financeiro também é essencial! Se atente a perguntas como: qual será o investimento fixo? E os custos? E o faturamento? E o investimento com mão de obra e estoques?

Leia também: Análise de investimentos e a importância do orçamento de capital.

Gestor assinando documentos para abrir uma empresaAspectos Burocráticos

Depois de fazer todo o planejamento da sua empresa, chegou a hora dos aspectos burocráticos para a sua abertura. São apenas 4 passos: Registro na Junta Comercial, Registro na Receita Federal do Brasil (CNPJ), Registro na Prefeitura (Alvará de funcionamento e ISSQN) e Registro na Secretaria Estadual da Fazenda (Inscrição Estadual).

Registro na Junta Comercial

Equivale-se a certidão de nascimento. Elabore um contrato social que contenha o ramo de atuação, os aspectos societários e a formação do capital social. Leve na Junta Comercial junto com os documentos citados abaixo e você receberá o NIRE, que é um número de identificação que será usado pedido na hora da obtenção do CNPJ.

Documentos necessários

  • Contrato social ou requerimento de empresário individual ou estatuto em 3 vias;
  • Cópia autenticada de RG e CPF do titular ou dos sócios;
  • Requerimento padrão (capa da junta comercial), em uma via;
  • FCN (Ficha de Cadastro Nacional) modelo 1 e 2, em uma via;
  • Pagamento de taxas através de DARF.

Registro na Receita Federal do Brasil

Neste segundo passo, entre no site da Secretaria da Receita Federal e faça o registro do DBE, que é o documento básico de entrada no CNPJ.

Registro na Prefeitura

Após o CNPJ cadastrado, é a hora de ir na prefeitura ou na administração regional a fim de obter o alvará de localização e funcionamento. Os documentos necessários serão os seguintes: formulário próprio da prefeitura, consulta prévia de endereço aprovada, cópia do CNPJ, cópia do contrato social e laudos dos órgãos de vistoria, quando necessário.

Registro na Secretaria Estadual da Fazenda

Na Secretaria da Fazenda será obtida a inscrição estadual, que é necessária para o registro no ICMS (imposto sobre circulação de mercadorias). Para tal, você vai precisar dos seguintes documentos:

  • DUC (Documento único de Cadastro em três vias);
  • DCC (documento complementar de cadastro em 1 via);
  • Comprovante de endereços dos sócios (cópia autenticada ou original);
  • Cópia autenticada do documento que prove o direito de uso do imóvel, como o contrato de locação do imóvel ou escritura pública do imóvel;
  • Número do cadastro fiscal do contador;
  • Comprovante de contribuinte do ISS para as prestadoras de serviços;
  • Certidão simplificada da junta comercial (para empresas constituídas há mais de 3 meses);
  • Cópia do ato constitutivo;
  • Cópia do CNPJ;
  • Cópia do alvará de funcionamento;
  • RG e CPF dos sócios.

Dicas essenciais para o início da empresa

Algumas dicas são essenciais para o início de qualquer empresa, seja qual for o ramo da mesma:

  • Empresas de sucesso são as que possuem boas decisões! Por isso, preste atenção em cada detalhe das decisões tomadas pela sua empresa;
  • Tenha paciência. Atingir o sucesso leva tempo e é necessário ter sabedoria para entender isso;
  • Motive a sua equipe. Um time motivado por um propósito comum faz toda a diferença!;
  • Busque conhecimento e capacitação. Estudar é um exercício contínuo;
  • Mantenha capital de giro suficiente;
  • Controle a ansiedade. Empreender é um negócio a longo prazo!

Leia também: 6 dicas para sua empresa crescer.

Se você deseja saber o valor da sua empresa, clique aqui para solicitar um orçamento!

 

Conteúdos Relacionados:

6 dicas para sua empresa crescer

Análise de riscos do seu negócio

Métodos de Valuation: 3 maneiras de calcular o valor da sua empresa

Estudo de viabilidade econômico-financeira: o que é, como fazer e como não perder dinheiro com investimentos ruins

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *