Homem em frente ao seu computador concentrado em sua ideia para empreender

Ter dinheiro para investir é o suficiente para empreender? Não ter inviabiliza minha ideia? Ter “o melhor produto” é um diferencial? Ter um produto comum é sinal de fracasso?

Se prepare, uma vez que você começar a empreender nunca mais vai parar. Mas antes de começar, você precisa saber como abrir uma empresa, ou a informalidade vai te impedir de crescer e fechar vários negócios.

Os índices de expectativa de crescimento econômico brasileiro vêm crescendo, a confiança no mercado tem feito muitos empreendimentos se estabilizarem e a tendência é que a economia volte a aquecer muito em breve.

Ou seja, aquela sua ideia ou o seu negócio que ainda está começando tem tudo pra dar certo! Confira as dicas abaixo para entender como fazer o seu negócio decolar:

  1. Aprenda com quem já empreendeuHomem com tiro ao alvo na mão definindo suas metas para empreender

Um músico estuda anos para compor sua obra prima, um pintor estuda todo tipo de forma até encontrar o seu estilo de se expressar, um médico estuda anos até a sua primeira consulta, e assim poderíamos seguir por horas a fio.

Então, para começar a empreender, é preciso se espelhar em quem já empreendeu para conseguir experimentar um pouco das vitórias e derrotas de quem já conhece o mercado.

A formação enquanto empreendedor nunca está completa. É sempre preciso se atualizar e observar com atenção todos os movimentos econômicos que o mercado pode ter.

Uma crise pode não te afetar, mas algum fornecedor pode sofrer algumas consequências que você não controla. E então, onde você vai encontrar outra empresa que consiga aquele insumo necessário para o seu produto/serviço ter a qualidade que seu cliente espera?

Confira aqui algumas dicas de livros essenciais sobre o assunto.

  1. Encontre seu lugar no mercado

Você tem um produto inovador, único no mercado, melhor qualidade, ótimo custo benefício. Que ótimo!

Mas o primeiro passo antes do seu lançamento é conhecer a sua empresa. Por isso, monte uma Matriz SWOT, estabeleça o seu posicionamento, seu público-alvo e o seu potencial cliente.

Saiba quem vai comprar o seu produto, como vão usar e de que maneira esse mercado continuará sendo seu por um longo tempo.

  1. Saiba para quem você vai vender

Depois de conhecer a fundo o que é a sua empresa e o local do mercado que ela pertence, é a hora de se aprofundar no seu público. Entenda de que maneira o seu produto é relevante para ele.

Às vezes, uma pivotagem é necessária para o seu produto passar de relevante para imprescindível para as pessoas. Pense só, antes da primeira pessoa imaginar o Smartphone, os telefones não precisavam entrar na internet.

Então a dica aqui é: pesquise muito antes de lançar o seu produto. Você pode estar com a faca e o queijo na mão, mas estar oferecendo-o para uma pessoa com alergia à lactose.

  1. Comunicação é essencial

Para conseguir administrar esse momento entre o estabelecimento de metas que você espera atingir e o momento em que você fisgou o coração do cliente, você precisa se comunicar!

É muito importante que a sua empresa consiga passar sua verdadeira identidade para os clientes começarem a ver mais valor nos seus produtos ou serviços.

  1. Nunca misture dinheiro pessoal com o capital da empresa

Imagine que sua equipe de Marketing tenha acertado em cheio e você está vendendo mais que água no deserto.

O dinheiro começou a entrar. Agora você consegue investir em melhorias de infraestrutura, crescimento de pessoal, promoções na sua equipe, compra uma casa melhor, um carro melhor. Viaja com a sua família.

Tudo isso é imprescindível, mas você nunca – em hipótese alguma – deve misturar suas finanças pessoais com as finanças da sua empresa.

  1. Gestão financeiraImagem ilustrativa com relatórios financeiros necessários para empreender

Tenha sempre muito bem estabelecidos todos os custos que a sua empresa tem para produzir, armazenar, vender e entregar os seus produtos ou serviços.

Muitas vezes um conhecimento insuficiente na administração financeira faz com que negócios promissores tenham dificuldades e até quebrem.

Você precisa de profissionais que consigam administrar e manter resultados positivos quanto a operação da sua empresa.

  1. Valorize sua equipe

Todos os profissionais que são valorizados, reconhecidos e que têm os seus passos profissionais bem definidos trabalham mais motivados. Por isso, você precisa ser transparente e valorizar seus colaboradores.

Entenda que nem toda peça de uma engrenagem possui fácil substituição, porém, uma peça que esteja trabalhando com deficiência precisa ser avaliada de perto e pode estar causando um grande problema no funcionamento da engrenagem.

  1. Escale seu negócio

Quando a sinergia entre empresa, fornecedores e mercado se consolida, quer dizer que chegou o momento de escalar o seu negócio. Esse é um momento no qual você irá planejar estratégias de médio e longo prazo.

Escolher se começa um sistema de franquias, se começa a vender on ou off line, se expande seus serviços. Mas a nossa dica é: tenha um profissional especializado para te ajudar.

Controllers são profissionais especializados em estabelecer marcos e pontos de partida para objetivos de curto médio e longo prazo das organizações, e podem ser o fator fundamental para o sucesso da sua escalada.

  1. Planeje todos os passos da sua empresa

Para tomar decisões em pequenas ou grandes empresas, com sócios ou “sozinho” – IMPORTANTE: nunca esteja sozinho – você deve ter bem estabelecido o cenário onde a sua empresa está inserida.

Além disso, você deve usar a tecnologia para gerar e avaliar os dados referentes a sua organização e saber exatamente quais são os passos que você deve tomar diante uma crise ou, até mesmo, um boom de vendas que possa prejudicar a qualidade do seu produto ou serviço.

  1. Melhore sempre

Suply Chain Managment (Gestão da Cadeia de Suprimentos), Business Process Management (Gerenciamento de Processos de Negócio) e Service Level Agreement (Acordo de Nível de Serviço) são processos que você precisa ter enraizados na sua empresa. Por mais que o dinheiro esteja entrando e a sua empresa tenha lucro, em nenhum momento você deve deixar de querer fazer mais com menos.

Por isso, nunca deixe de avaliar os processos e as possíveis mudanças que podem acontecer em busca da sua Eficiência Operacional.

Dica extra:

Busque a felicidade e o prazer em qualquer ramo que seu negócio esteja inserido. Seja honesto com seus colaboradores, com seus fornecedores e com os seus clientes.

Nada pode fazer um negócio prosperar mais do que um bom produto, produzido por uma equipe motivada, vendida por consultores felizes para um cliente satisfeito.

Gostou das dicas? Deixe seu comentário abaixo ou clique aqui para entrar em contato!

 

Conteúdos Relacionados:

Aprenda a fazer mais com menos: tudo sobre eficiência operacional

Passo a passo para abrir a sua empresa

12 livros que todo empreendedor deveria ler

6 dicas para sua empresa crescer

Expansão empresarial: tudo que você precisa saber

Como saber o que o seu cliente quer? Descubra com a análise de mercado

5 dicas de gestão financeira para impulsionar seus negócios

 

0 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *